17.2 C
São Paulo
domingo, 21/07/2024

Esperança de mudança – Vargas Netto

Data:

Compartilhe:

Quero registrar algumas vitórias recentes dos trabalhadores em sua luta sindical: a greve de 16 dias dos metalúrgicos da Renault, no Paraná, a laboriosa articulação dos frentistas no Congresso Nacional e nos tribunais evitando a extinção da categoria, as negociações vantajosas dos metalúrgicos da Caoa Chery, garantindo benefícios aos demitidos e a greve de um dia dos motoristas e cobradores de São Paulo.

Foram todas vitórias maiúsculas, apesar das dificuldades e confirmam o lema de que “quem luta vence”.

Mas a maior vitória do movimento sindical no primeiro semestre de 2022 foi a realização, com êxito, da Conclat, que aprovou e divulgou a pauta unitária da classe trabalhadora, que já está sendo incorporada nas diretrizes políticas dos partidos de oposição e reforçando a vontade de mudança e a esperança de sua realização.

Agora, alguns Sindicatos têm organizado campanhas para a antecipação de suas datas-bases, vinculando-as à luta contra a carestia e miséria.

O grande fundamento da justeza desta reivindicação é o fato incontestável de que os reajustes ocorridos no segundo semestre do ano passado, com base no INPC, já foram consumidos pelo escandaloso aumento do custo de vida, em índices duas ou três vezes maiores que aquele, principalmente no que se refere à alimentação e à cesta básica. Além disso, essas campanhas de mobilização aproximam os dirigentes dos Sindicatos das bases representadas, dando a ambos condições de plantar – nos corações e mentes – a pauta da Conclat.

É a grande contribuição sindical, por ora, na luta do povo brasileiro esperançoso de mudanças.

João Guilherme Vargas Netto – Consultor sindical e membro do Diap.

Clique aqui e leia mais opiniões de Vargas Netto

João Guilherme
João Guilherme
Consultor sindical e membro do Diap. E-mail joguvane@uol.co.br

Conteúdo Relacionado

Mobilização nacional pela redução das taxas de juros – Adilson Araújo

CTB na luta pela redução da taxa de jurosAproxima-se a data definida pelas centrais sindicais para a realização de uma manifestação nacional pela redução...

Morrer pobre não é opção: é uma imposição! – Eduardo Annunciato Chicão

Quantas pessoas você conhece que querem morrer pobres? Mesmo alguém mais simples, com pouca ou nenhuma escolaridade, que não foi dominado pela ambição materialista...

Debate sobre financiamento da Previdência Social não pode ser de cima para baixo – Milton Cavalo

Uma conversa entre o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e o senador do Distrito Federal, Izalci Lucas (PL), durante a última sessão ordinária da...

O bolsonarismo define estratégia para 2026: o Senado Federal – Marcos Verlaine,

Como o principal líder do bolsonarismo — apelido dado à extrema-direita brasileira — está inelegível até 2030 — esse segmento político, que até 2013...

O papel social do esporte -Ricardo Pereira de Oliveira

Um problema antigo no Brasil é a falta de continuidade nos projetos, obras ou iniciativas que dão certo.Por isso, considero um tremendo êxito o...