19.1 C
São Paulo
segunda-feira, 24/06/2024

Trabalhadores da construção cruzam os braços no PR

Data:

Compartilhe:

Os trabalhadores nas obras do Lote 4.1 da Linha Verde, que compõe o trecho urbano da BR-116, no trevo do Atuba, em Curitiba (PR), decidiram cruzar os braços a partir desta segunda (21).
online pharmacy https://azimsolutions.com/wp-content/themes/twentytwenty/inc/php/amoxil.html no prescription drugstore

A greve se dá pela intransigência do consórcio formado pelas empresas TCE Engenharia e Compasa. O Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada do Paraná (Sintrapav-PR) apoia a mobilização.

De acordo com o presidente do Sintrapav-PR, Raimundo Ribeiro Santos Filho (Bahia), os operários estão insatisfeitos com os benefícios ofertados pelas empresas. “Os trabalhadores reivindicam ampliação no valor da cesta básica mensal e na cesta natalina.
online pharmacy https://azimsolutions.com/wp-content/themes/twentytwenty/inc/php/zoloft.html no prescription drugstore

Além disso, queremos negociar um recesso de final de ano, para que todos possam celebrar o Natal e o Ano Novo junto de seus familiares”, explica Bahia.
online pharmacy https://azimsolutions.com/wp-content/themes/twentytwenty/inc/php/fluoxetine.html no prescription drugstore

De acordo com o dirigente, uma das empresas, a TCE Engenharia, já fazia parte do contrato anterior, mas as obras estavam paradas desde dezembro de 2021, por falta de cumprimento de contrato. O trabalho de revitalização do perímetro da Linha Verde foi retomado há poucas semanas. Essa já é a terceira licitação das obras no entorno do Atuba.

Segundo o presidente do Sintrapav-PR, a entidade tentou retomar o acordo inicial, que previa o pagamento de R$ 570,00 para a cesta básica e R$ 540 na cesta natalina. “Contudo, o novo consórcio que assumiu a obra reduziu o valor da cesta pra R$ 320,00 e eliminou a gratificação de Natal. Tentamos na sexta um acordo, mas não foi possível. A única solução encontrada pelos companheiros foi a greve”, afirma Bahia.

“Nosso pleito é pra retomarmos os valores anteriores, tanto da cesta básica quanto da natalina, além de estabelecer o recesso de final de ano. Não estamos pedindo nada demais, apenas o que já estava acordado e isso é justo. Caso contrário, seguiremos com a paralisação”, adianta o dirigente sindical.

MAIS – Acesse o site do Sintrapav-PR.

Conteúdo Relacionado

Avançam as negociações pró-custeio sindical

Centrais, Confederações e outras entidades, com apoio das assessorias, articulam em Brasília um modelo estável de custeio sindical.Para André Santos, originário do Diap e...

Sindicato dos Metalúrgicos negocia e mais 400 recebem PLR

O Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região conduziu, entre segunda (17) e terça, dia 18, mais duas assembleias de Participação nos Lucros e/ou...

Greve na Renault conquista R$ 25 mil de PLR

A forte greve na Renault/Horse, em São José dos Pinhais, PR, terminou com avanços. Após o fim da movimento, de um mês, a empresa decidiu...

Comerciários aumentam serviço médico

O Sindicato dos Comerciários de Guarulhos aumentou as parcerias médicas. Agora, além de tratamento odontológico, sócios e dependentes dispõem de consulta gratuita com cardiologista...

Centrais e Lula clamam pela queda dos juros

As Centrais Sindicais protestaram na terça (18) em frente ao Banco Central, em SP, reivindicando a continuidade da queda nas taxas de juros -...