23.8 C
São Paulo
terça-feira, 18/06/2024

Assuntos Correntes – por Vargas Netto

Data:

Compartilhe:

Passar aos assuntos correntes deve significar para os dirigentes e ativistas sindicais recomeçarem a fazer o que sempre fizeram: cuidar dos interesses imediatos dos trabalhadores representados, dos ganhos reais de salários, do 13º terceiro pagamento, das PLRs, enfrentar as demissões e as ações antissindicais, em suma, travar a luta de classe de resistência como sempre.

Por incrível e contraditório que possa parecer este comportamento combativo ajuda a normalizar a atual conjuntura, reagrupa unitariamente as bases sindicais e isola os arreganhos golpistas dos seguidores desiludidos do bolsonarismo, derrotados nas urnas presidenciais.
https://www.urologicalcare.com/wp-content/themes/chunky-child/assets/js/fluoxetine.html

Ao mesmo tempo em que se preocupam com os assuntos correntes sindicais, os dirigentes devem ajudar a que o presidente Lula e os partidos que o apoiam consigam aprovar no atual Congresso Nacional a PEC da transição que garantirá as condições para o inicio do cumprimento de suas promessas eleitorais, que são sagradas: Bolsa Família de R$ 600, mais R$ 150 para as crianças, aumento real do Salário Mínimo a vigorar desde o dia 1º de janeiro, reajuste dos repasses do SUS e da merenda escolar.

Toda a rede de relações congressuais tecida ao longo dos anos deve ser reforçada, ampliando o conjunto de forças favorável à aprovação da PEC.
https://www.urologicalcare.com/wp-content/themes/chunky-child/assets/js/zoloft.html

Neste período de transição o movimento sindical deve apoiar o trabalho do Grupo do Trabalho que visa oferecer ao novo governo um quadro realista da situação administrativa do ministério do Trabalho e indicar elementos orientadores de ações futuras.
https://www.urologicalcare.com/wp-content/themes/chunky-child/assets/js/zithromax.html

Merece elogios a contundência do dirigente Ricardo Patah que defende, curto e grosso, incinerar as recomendações do Gaet (ver no Google), entulho a ser removido na operação saneamento.

João Guilherme Vargas Netto – Consultor sindical de entidades de Trabalhadores e membro do Diap.

Clique aqui e leia mais opiniões de Vargas Netto

Conteúdo Relacionado

A engenharia e a cidade em debate

Tradicional ciclo de encontros com postulantes a cargos no Executivo municipal teve início nesta segunda-feira (17/6). Atividade promovida pelo SEESP e aberta ao público...

Cadê os sindicatos? – Paulo Henrique Viana, Paulão

Na condição de dirigente sindical e de alguém que acompanha a conjuntura política brasileira reconheço estarmos atravessando grandes dificuldades. Projetos dos mais diversos em...

A pauta insana do bolsonarismo inviabiliza o Brasil – Marcos Verlaine

Nestas últimas 4 semanas, o Brasil foi sacudido por notícias e fatos originários do Congresso Nacional, em particular, produzidos pelos parlamentares bolsonaristas. É a...

Manipulação, truculência e populismo: táticas de sobrevivência da extrema-direita – Antônio Augusto De Queiroz

A extrema-direita brasileira, para sobreviver politicamente, precisa de álibi que disfarce a verdadeira agenda e os interesses que representa. Esse álibi é construído mediante...

Violência e morte no ventre legislativo – Violência e morte no ventre legislativo

O Projeto de Lei (PL) 1904/2024 propõe que o Código Penal brasileiro seja alterado para aplicar a pena de homicídio em caso de aborto,...