Até R$ 5 mil de salário não pagará IR, garante Lula

0
154
Lula

No Podcast desta terça (25), o presidente Lula reafirmou seu compromisso com a isenção do Imposto de Renda sobre salários. Ele disse: “Podem estar certos de que até o final do meu governo, salário até R$ 5 mil não vai pagar Imposto de Renda”. Hoje, a isenção vai até R$ 2,6 mil.

Lula utilizou seu tempo no Podcast “Conversa com o Presidente” pra reafirmar um compromisso de campanha. Essa isenção é também reivindicação unitária do movimento sindical.

No início da conversa, o ex-metalúrgico falou de sua alegria por ter participado da posse da diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo e Região, seu berço sindical. “Toda vez que volto ao Sindicato e reencontro os trabalhadores, eu volto renovado”, afirmou.

A impressão geral de que o governo engrenou e que a máquina governista anda pra frente também foi citada pelo Presidente. Lula disse: “Aprovamos a Reforma Tributária, lançamos novos programas como o Desenrola Brasil, fortalecemos o Minha Casa, Minha Vida e outras medidas estão em andamento”.

O presidente Lula voltou a repetir seu mantra que “governar é cuidar das pessoas”. E mais: “O banqueiro não precisa que o Estado cuide dele. Quem precisa é a classe média, o trabalhador, o desempregado. É pra esses, principalmente, que devemos trabalhar”.

Dores – Apesar das fortes dores que vem sentido devido a um problema na cabeça do fêmur, Lula informou que fará várias viagens. A mais próxima, em agosto, na Amazônia, com os governantes da região.

Esperança – Otimista, o Presidente reafirmou: “Viemos pra consertar este País”. E emendou: “O povo vai ter mais emprego, vai morar melhor, vai comer mais. É preciso fazer com que a vida tenha sentido”.

Seleção – Lula lembrou que, das 23 atletas da seleção feminina de futebol, 17 recebem ou receberam o Bolsa-Atleta, um programa criado no seu primeiro governo, em 2004 – inclusive a artilheira Ary.

Fraco – Para João Franzin, da Agência Sindical, o apresentador Marcos Uchôa joga pra baixo o Podcast. Ele diz: “É fraco, sem carisma, fotografa mal, está mal-enquadrado pela câmera e não coloca energia no sistema”. E mais: “Se eu fosse da produção, colocaria ali uma mulher, na casa dos 40 anos, que passasse firmeza, simpatia, conhecimento e chamasse o Presidente de senhor”.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui