Coletiva nesta terça denuncia contaminação nos frigoríficos

0
338

Desde o início da pandemia, a contaminação pela Covid-19 nos frigoríficos brasileiros tem preocupado sindicalistas. Eles tentam de todas as formas negociar e estabelecer acordos com a adoção de medidas que garantam a segurança dos funcionários das unidades. No entanto, diante da apatia do governo e a falta de iniciativas das empresas, os casos continuam a crescer.

Insatisfeitas com as respostas do governo e das empresas às suas reivindicações por maior distanciamento nas plantas e redução do efetivo dentro das fábricas, três das maiores representações de trabalhadores do setor de frigorífico da América Latina vão denunciar essa situação.

Coletiva – Nesta terça, a partir das 14h30, a CNTA (Confederação Nacional dos Trabalhadores da Alimentação), a Contac (Confederação Brasileira dos Trabalhadores da Alimentação da Central Única dos Trabalhadores) e a UITA (União Internacional do Trabalhadores da Alimentação) promovem coletiva de imprensa, ao vivo, pelas redes sociais.

O objetivo é lançar uma grande campanha nacional e internacional para denunciar empresas omissas. “O setor dos frigoríficos é o maior foco da pandemia do coronavírus no País, e algumas empresas não estão tendo preocupação à altura”, afirma Artur Bueno de Camargo, da CNTA. Ele cita o caso da JBS, que se recusa a adotar as regras sanitárias e encerrou o diálogo com as entidades representativas de trabalhadores.

Na opinião do sindicalistas, faltam iniciativas da empresa e do governo diante da situação. “A proliferação só aumenta e o governo nada faz. Eles lançaram uma Portaria que não ajuda em nada, pois dá carta branca pras empresas”, explica Artur.

Transmissão – O evento será realizado pelo aplicativo Meet. Clique aqui e acompanhe ao vivo, a partir das 14h30. A transmissão também será compartilhada no Facebook da CNTA e da Contac-CUT.

Imprensa – Profissionais da imprensa interessados em participar da coletiva devem enviar e-mail para [email protected].

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui