23.8 C
São Paulo
terça-feira, 18/06/2024

Fepesp elogia Seminário sobre saúde dos professores

Data:

Compartilhe:

Na terça (10), o segundo vice-presidente da Fepesp, Gentil Gonçales Filho (Sinprovales), representou a categoria no IV Seminário Trabalho e Saúde dos Professores – Precarização, adoecimento e caminhos para a mudança – realizado pela Fundacentro, na Capital paulista.

O evento teve como foco central o lançamento do livro que empresta o seu nome ao Seminário. Disponível apenas para download no site da Fundacentro, a publicação apresenta reflexões apresentadas nas três edições anteriores do evento. Para o ano que vem, a proposta do Seminário será a apresentação das pesquisas realizadas pela Fundacentro, disponíveis na página da entidade.

No Seminário, foram debatidas questões importantes como condições de trabalho, os riscos à saúde e as necessidades específicas dos professores.

O professor Gentil compôs a mesa de debates e agradeceu a iniciativa da Fundação, em nome da Fepesp, destacando a parceria com as entidades sindicais. “Representamos milhares de professores da base dos 25 Sindicatos filiados do Estado e estamos felizes pela oportunidade de conhecer melhor os trabalhos da Fundacentro no apoio à nossa categoria”, afirmou nosso vice-presidente.

Participaram da mesa de debates Daniel Lopes Almeida, secretário-geral do Sinpro de Indaiatuba, Salto e Itu; Fernanda Roberta Feliciano, diretora do Sinpro de Santa Bárbara D’Oeste; Maria Sofia Aragão, representante do Sinpro São Paulo; Sérgio Ricardo Antiqueira, secretário-geral do Sindicato dos Servidores Municipais de São Paulo e Solange Aparecida Benedetti Penha, secretária de Assuntos Relativos à Saúde do Trabalhador da Apeoesp.

Livro – Os organizadores do livro são Cleiton Faria Lima (bacharel em administração e especialista em Neurociência), Cristiane Reimberg (jornalista), Jefferson Peixoto Silva (historiador, pedagogo e mestre em Educação) e Ricardo Lorenzi (cirurgião-dentista sanitarista epidemiologista).

Participação – Participaram também dos debates a médica e consultora independente em saúde mental e ocupacional em organizações, Ella Avellar; a professora da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, Frida Fischer; as professoras da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Léslie Piccolloto e Renata Paparelli; e o supervisor escolar da Secretaria Municipal de Educação da Prefeitura de SP, Wilson Teixeira.

MAIS – O evento foi transmitido pelo canal do YouTube da Fundacentro e o livro lançado no Seminário pode ser lido aqui.

Conteúdo Relacionado

Metalúrgicos de Catalão conquistam avanços

Depois de muita negociação, terminou com boas notícias a Campanha Salarial 2024/2025 da John Deere, no Catalão, em Goiás. Os metalúrgicos conseguiram conquistar reajuste...

Cesta básica sobe, mostra o Dieese

Pesquisa mensal do Dieese apura que em maio o valor do conjunto de alimentos básicos aumentou em 11 das 17 Capitais. A Pesquisa Nacional...

Sindicato de Niterói firma aditivo com avanços

Mais uma vitória para uma grande parcela de frentistas no Estado do Rio de Janeiro. Desta vez, de Araruama, Cachoeira de Macacu, Guapimirim, Iguaba...

Miguel da Força defende democracia e inclusão

Na quarta (12), Miguel Torres falou em nome do sindicalismo nacional e da classe trabalhadora na Conferência da Organização Internacional do Trabalho, em Genebra,...

CUT debate os impactos dos parques eólicos para a classe trabalhadora

A CUT debateu nesta terça-feira (11) e quarta-feira (12) em Natal, no Rio Grande do Norte, os impactos dos parques eólicos nas comunidades locais,...