Ministra reforça luta por equiparação

0
53

Cida Gonçalves, ministra das Mulheres, participou terça (27) do Encontro Nacional de Mulheres e Gênero da Força Sindical, na sede dos Metalúrgicos de SP. O presidente da Central, Miguel Torres, não pôde participar em razão de agenda com o ministro do Trabalho, Luiz Marinho.

Ela foi agraciada com o prêmio Nair Goulart, entregue a pessoas e entidades que se destacam na luta por uma sociedade mais justa. Nair foi líder metalúrgica e fundadora da Força.

Para centenas de mulheres que lotaram o auditório, Cida Gonçalves reforçou a importância da igualdade salarial. Essa obrigatoriedade está contida na Lei  14.611/23, com origem o PL do presidente Lula. A ministra também conclamou ao combate à violência contra a mulher e ao feminicídio.

Lula delegou ao Ministério das Mulheres missão de debater com a sociedade soluções efetivas às demandas de gênero. “Valorizar a mulher é demonstrar civilidade”, disse a ministra.

A secretária da Mulher e Gênero da Força, Maria Auxiliadora dos Santos, ressaltou a importância do evento com as sindicalistas, ativistas e trabalhadoras. Segundo ela, trata-se de “um importante momento pra debater as políticas públicas ligadas às questões femininas”.

Auxiliadora adianta que dia 1º haverá atividade do “Março Mulher”, com panfletagem na estação do Metrô/Trem do Brás (SP). “Queremos informar e conscientizar a sociedade sobre as pautas das mulheres”, adianta a sindicalista.

Palestra – A economista Marilane Oliveira Teixeira falou de ações para, nas Convenções Coletivas, efetivar a Lei de igualdade salarial sancionada pelo presidente Lula. De acordo com a economista, apesar das mulheres, na maioria, serem mais qualificadas elas recebem salário menor. “A maioria das empresas está longe da igualdade salarial. Ao movimento sindical cabe identificar e cobrar que essas empresas cumpram a Lei”, acrescenta Marilane.

Evento foi transmitido pelo YouTube da Força Sindical.

MAIS – Site do Ministério  e da Força Sindical.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui