18 C
São Paulo
quinta-feira, 13/06/2024

Sindicalismo e dengue

Data:

Compartilhe:

O movimento sindical deve, em todos os espaços, chamar atenção para o problema da dengue. Deve, dentro do possível, dar apoio logístico às campanhas de vacinação. Os atos do 1º de Maio, por exemplo, não podem deixar de lado esse drama da saúde pública brasileira.
SP 25/março/2024

Conteúdo Relacionado

Custeio em debate

O sindicalismo não deve temer cara feia, ainda que seja a do Rogério Marinho. A causa do custeio sindical é justa e devemos debater, olho no olho, com o renitente senador bolsonarista. Nenhuma organização (a não ser as do crime) vive sem uma contribuição justa, apoiada na lei. A luta segue. SP 11/junho/2024

Necessidade da sindicalização

No início deste ano, o consultor João Guilherme Vargas Netto propôs que 2024 fosse o ano da sindicalização. Por quê? Dois os motivos: 1) A sindicalização está caindo no País; 2) A sindicalização estreitaria a relação direção e base, reforçando a representatividade dos Sindicatos. Um semestre já se foi e a sindicalização não andou. Temos, portanto, mais seis meses pra cuidar de assunto tão fundamental à sobrevivência do próprio movimento. SP 3/junho/2024

CUSTEIO

Escreve o Diap em seu site: "Há dois projetos de lei em discussão no Senado, que procuram regulamentar a questão da assistencial. Ambos caminham na lógica antissindical, de vetar o financiamento da organização sindical, nos moldes da contrarreforma trabalhista - Lei 13.467/17". Vale recordar. Tínhamos o imposto sindical. Mas patrões, CUT e setores de umas outras Centrais lutaram pelo seu fim - e Michel Temer prazerosamente os atendeu. Agora vamos reclamar do quê? SP - 25/janeiro/2024

Defender ou fortalecer?

No Card alusivo à manifestação das Centrais Sindical, dia 22/5, o texto fala “todos EM DEFESA da Pauta da Classe Trabalhadora”. Bem, só de defende o que está sob ataque ou na iminência de. Não é o caso. Portanto, a palavra de ordem deveria ser FORTALECER A PAUTA e não defender. SP 20/maio/2024

TODO APOIO AO SUL

Sindicalismo, partidos, igrejas, cidadãos. É hora de ajudar os flagelados do Rio Grande do Sul. Vale dizer, por ser óbvio, que a imensa maioria...
Artigo anterior
Próximo artigo