17.2 C
São Paulo
sábado, 20/04/2024

Agora, é mãos à obra

Data:

Compartilhe:

Agora, é mãos à obra | Estou escrevendo na véspera e publicando na manhã em que se realiza, presencial e virtualmente, a CONCLAT 2022.

Espero que todo o planejado dê certo, o que consagrará o empenho unitário das direções sindicais, dos assessores e auxiliares e de centenas de dirigentes e ativistas sindicais que aprovarão a pauta nacional da classe trabalhadora.

Os quatro eixos temáticos – Emprego, Direitos, Democracia e Vida – organizaram no Brasil inteiro e para todas as categorias as discussões que enriqueceram a pauta, fazendo-a mais legítima e mais representativa e superando as dificuldades e os percalços.

Agora, é mãos à obra.

A pauta nacional unitária da classe trabalhadora é um instrumento decisivo para luta de resistência e de transformação.

Ela terá papel relevante na participação organizada do movimento sindical nas campanhas eleitorais desse ano, reforçando o desempenho dos candidatos – a cargos executivos e a cargos legislativos – que a apoiarem e se apoiarem nela.

O seu enraizamento reforçará também as próprias campanhas salariais correntes dos trabalhadores e das trabalhadoras, dificultadas, é certo, pelas conjunturas econômica e social.

Além da apresentação da pauta unitária para os candidatos, com atenção aos candidatos à presidência, mas sem subestimar aqueles candidatos a cargos legislativos de nosso interesse, a pauta unitária será nossa grande bandeira no 1º de Maio.

Como proposta concreta de materialização da pauta unitária venho sugerindo que o movimento sindical se empenhe (no cumprimento, já, do segundo parágrafo das medidas emergenciais) em realizar campanhas contra a carestia da vida e pela solidariedade social, como exemplo evidente do papel mobilizador, agregador e popular de nossa pauta.

Clique aqui e leia mais artigos de João Guilherme Vargas Netto.

Conteúdo Relacionado

Trabalhadores marcharão à Brasília por democracia e justiça – Ismael Cesar

Deliberado no Congresso Nacional da Central Única dos Trabalhadores, ocorrido em outubro de 2023, a Marcha da Classe Trabalhadora à Brasília, está marcada para...

A importância e os desafios das frentes parlamentares – Antônio Augusto de Queiroz

As frentes parlamentares e bancadas informais desempenham papel relevante no cenário político, representando forma interessante de articulação, representação e influência para interesses diversos. Compostas...

Fiscalização da Previdência brasileira garante proteção – Wanderson Ferreira

A Previdência Social parte do princípio de que todos os trabalhadores precisam estar seguros em caso de perda de a capacidade de trabalhar, o...

Decisão lamentável – João Guilherme

Recentemente o juiz Eduardo Pires, da 30ª Vara do Trabalho de São Paulo, decidiu que o trabalhador não sindicalizado não tem direito aos benefícios...

Privatizar a educação pública beneficia apenas os tubarões da educação – Francisca Rocha

Desde que assumiu o governo de São Paulo, Tarcísio de Freitas trabalha diariamente com a tese de destruição do Estado e privatização de todo...