19.4 C
São Paulo
terça-feira, 28/05/2024

Atos de 20 de Novembro reforçam luta antirracista

Data:

Compartilhe:

Neste domingo, 20 de Novembro, é celebrado no Brasil o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra.
online pharmacy http://miamihealth.com/images/jpg/ventolin.html no prescription drugstore

Para reforçar a luta contra o racismo, movimentos negros, sociais e sindical promovem atos em diversas cidades do País. A ideia é também colocar o combate ao racismo na pauta de governo do futuro presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Dentre os organizadores estão as entidades que formam as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo. Segundo os movimentos, a luta antirracista é um dos principais desafios nos próximos quatro anos.

De acordo com a secretária-adjunta de Combate ao Racismo da CUT, Rosana Santos, é essencial que um governo democrático e popular apoie a luta antirracista, a fim de conquistar direitos à população negra.

“O governo Lula significou nos dois mandatos um avanço na questão.
online pharmacy http://miamihealth.com/images/jpg/levaquin.html no prescription drugstore

Os programas que foram pensados para a população negra deixaram claro que era um governo que queria uma sociedade diferente, onde a população negra fosse valorizada pelo seu saber, sua cultura, conhecimento”, afirma.

Estrutural – O racismo estrutural é conjunto de práticas discriminatórias, institucionais, históricas e culturais dentro de uma sociedade que frequentemente privilegia uns em detrimentos de outros. O termo é usado para reforçar o fato de que há sociedades estruturadas com base no racismo.
online pharmacy http://miamihealth.com/images/jpg/doxycycline.html no prescription drugstore

Violência – Segundo dados do Atlas da Violência, produzido pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), em 11 anos, o homicídio entre mulheres negras aumentou 2%, enquanto que entre as mulheres brancas caiu 27% no mesmo período.

Para Anatalina Lourenço, secretária de Combate ao Racismo da CUT, a violência doméstica e o feminicídio são produtos da discriminação estrutural. “Mulher negra sofre as consequências conjuntas do racismo e do sexismo. Isso significa que as negras são economicamente vulneráveis”, explica.

Atos – Em São Paulo, o ato ocorre no vão livre do Masp, na Avenida Paulista, a partir das 10 horas. Para conferir onde serão realizados atos em outras cidades, acesse os sites do Brasil Popular e Povo Sem Medo.

Conteúdo Relacionado

PDT agrega as 20 propostas das Centrais

O documento final do VI Congresso Nacional do Partido Democrático Trabalhista, de 22 a 25/5 em Brasília, incorporou as 24 propostas das Centrais, finalizadas...

Ensino Superior delibera estado de greve, em SP

Segue indefinida a campanha salarial no Ensino Superior no Estado de São Paulo, data-base em 1º de março. A negociação é coordenada pela Federação...

Sindicato visita base comerciária

Na última sexta, dia 24, a diretoria do Sindicato dos empregados no comércio de Guarulhos, Arujá, Itaquaquecetuba, Ferraz de Vasconcelos Poá e Santa Isabel,...

Professor Fausto, do Dieese, assume Sesi

Tem tudo pra ser a pessoa certa, no lugar certo, na hora certa. Professor e doutor em Educação pela USP, Fausto Augusto Junior deixa...

MTE simplifica registro sindical com novas ferramentas online

Registre sindicatos e entidades de forma virtual com a nova funcionalidade do CNES/MTE. Simplifique o processo e economize tempo A partir desta terça-feira (21) está...