Centrais Sindicais na Marcha das Margaridas – por Maria Auxiliadora

0
101

A Marcha das Margaridas, um evento que se destaca como a maior ação política de mulheres da América Latina traz uma força inspiradora e reivindicatória.

Nomeada em homenagem à líder sindical rural Margarida Maria Alves, a Marcha das Margaridas, reúne mulheres de diversos setores, incluindo trabalhadoras rurais, urbanas, indígenas, quilombolas e de outras comunidades.

A 7ª Marcha das Margaridas, com o lema “Pela Reconstrução do Brasil e Pelo Bem Viver”, promete ser um momento marcante, e as mulheres das centrais sindicais têm um papel protagonista nesta jornada, com participação na marcha, na definição das pautas e nas conversas políticas contribui para uma sociedade mais justa e igualitária, onde as vozes das mulheres sejam ouvidas e suas demandas atendidas.

Neste ano de 2023, as mulheres das centrais sindicais têm um papel fundamental nesse movimento que luta por direitos, igualdade e justiça. Portanto, à medida que as mulheres das centrais sindicais se juntam a milhares de outras Margaridas nas ruas de Brasília, estaremos moldando o presente e o futuro.

Marchamos em unidade e levamos nossas bandeiras e demandas para as ruas de Brasília, com o intuito de chamar a atenção para as questões que afetam as vidas e os direitos das mulheres em geral.

A participação das mulheres das centrais enriquece a diversidade de pautas e fortalece a voz coletiva das mulheres, tornando a Marcha das Margaridas um símbolo de unidade feminina, pois trazemos uma perspectiva abrangente das lutas e desafios enfrentados por mulheres em todas as esferas.

Entendemos que a igualdade de gênero não é apenas uma questão de justiça social, mas também um fator chave para o progresso da sociedade como um todo.

Neste sentido nos unimos a Marcha das Margaridas no intuito de exigir políticas públicas que garantam o acesso igualitário a oportunidades, salários justos, segurança no trabalho e respeito aos direitos reprodutivos.

Maria Auxiliadora dos Santos
Secretária Nacional de Políticas para as Mulheres da Força Sindical

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui