Ensino superior volta à mesa negociação

0
148

A Federação dos Professores do Estado de SP volta a se reunir quinta (25) com representantes do Ensino Superior Privado (Semesp).

O encontro acontece após assembleias dos professores e pessoal administrativo de todo o Estado recusarem a contraproposta das mantenedoras e aprovar indicativo de greve.

Segundo Celso Napolitano, presidente da Fepesp e do SinproSP, agora o patronal se mostrou disposto a negociar uma proposta que atenda à pauta de reivindicações da categoria.

“Há ainda aspectos pontos que são importantes para nós, como ensino à distância e Piso salarial, além do tempo de duração da Convenção, que precisam ser discutidos e ajustados. Mas reconhecemos que, pressionados, os patrões flexibilizaram sua posição”, ele afirma.

As assembleias dos trabalhadores também autorizaram que a comissão coordenada pela Fepesp acelere as tratativas, com vistas à construção de um possível acordo.

Para o dirigente, é possível buscar consensos. Ele diz: “Vamos insistir na negociação, estabelecendo um limite de tempo para esse processo. Essa dinâmica resolveria também as disputas atualmente em curso nos tribunais superiores. Se a negociação não for bem sucedida, definiremos o início da greve”, informa Celso Napolitano.

Mais – Acesse o site da Fepesp e do SinproSP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui