Esperançar para 2022… | Oswaldo Augusto

0
332
democracia
Professor Oswaldo Augusto de Barros é presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores-NCST, da CNTEEC e coordenador do FST

Neste início de ano, quando janeiro começa a nascer, é momento de ter Esperança, mas do verbo esperançar, cuja ação tem que nascer de nossas iniciativas, visto que, tudo indica, nada será alterado dos parâmetros adotados até agora.

Se erramos em escolhas anteriores, é hora de rever nossas escolhas. Se deixamos de agir contra a tirania, é momento de buscar a coragem necessária para o recomeço e o enfrentamento.

Dialogar tem que ser o início.

Diálogo na busca de consenso para a grande retomada. Os números negativos de nossa Economia assustam, mas já passamos por períodos mais sérios e os superamos.

Não é mais um ano a esperar que o “gigante adormecido” se levante. O gigante somos nós, o povo desta Nação, que está sobrevivendo a todo tipo de desafio e nem por isso deve se perder a credibilidade nela.

Será um ano de modificações profundas e quem as têm que exigir somos nós mesmos, porque o “status quo” só interessa a quem está no poder e não a quem não tem o que comer.

Sociedade Civil Organizada, Movimento Sindical Brasileiro, Grupos Comunitários e de Base, com união, geraram condições de arrecadar enorme quantidade de alimentos pra saciar a fome de desempregados e desesperançados.

Por que Esperançar? Porque estaremos em mais um ano eleitoral e não poderemos cometer os mesmos erros anteriores. Vamos nos ocupar em fazer uma escolha por políticos honestos, que nos representem no Executivo e no Legislativo.

A oportunidade é nossa!

Se novamente fizermos uma escolha sem critérios, bem, continuaremos apenas lastimando ou esperando.

Feliz 2022! Por uma escolha que nos orgulhe de ser brasileiros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui