17.5 C
São Paulo
sexta-feira, 19/04/2024

Hora de mais engenharia e desenvolvimento

Data:

Compartilhe:

Encerradas as eleições, é tempo de trabalhar para construir o Estado e o País que os brasileiros precisam e merecem. Propiciar vida digna ao povo e buscar a condição de nação soberana, justa e próspera é a tarefa que se coloca aos que saíram vencedores das urnas. SEESP seguirá contribuindo com a formulação de propostas para infraestrutura e políticas públicas.

Terminado o segundo turno das disputadíssimas eleições 2022, chegou o momento de concentrarmos nossas atenções às inúmeras e complexas tarefas a serem cumpridas para melhorar a vida do povo brasileiro e transformar o Brasil num país desenvolvido, justo e soberano. Essa é a missão do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, mas também dos governadores e parlamentares em todo o País.

A responsabilidade cabe ainda à sociedade civil organizada, que deve contribuir da melhor maneira possível para a solução dos problemas nacionais. O SEESP, juntamente com a FNE e os demais sindicatos filiados, seguirá no empenho de colaborar com o debate, propondo soluções às políticas públicas e ao aprimoramento da infraestrutura do País por meio do projeto “Cresce Brasil + Engenharia + Desenvolvimento”.

Há, como se sabe, muito a fazer, e superar os obstáculos que se colocam ao desenvolvimento sustentável exige certamente muita engenharia e trabalho dos seus profissionais.

Os desafios passam pelo aprimoramento da infraestrutura logística, incluindo a melhoria de estradas, mas sobretudo o estabelecimento de uma matriz de transporte que priorize ferrovias e inclua o sistema hidroviário, assim como pelo planejamento energético voltado à garantia de abastecimento sem falhas, modicidade tarifária e transição decisiva para o modelo renovável, quesito em que o Brasil pode ser líder global, lançando mão de suas vantagens estratégicas e expertise. Nesse esforço, não se pode esquecer do papel da Petrobras e da Eletrobras, ferramentas fundamentais que precisam ser mantidas sob controle estatal.

Imprescindível é a reindustrialização do Brasil, caminho inescapável para que avancemos na qualificação do mercado interno, com geração de empregos decentes e salários mais altos, e para que haja valor agregado na nossa pauta exportadora. É preciso investir em ciência, tecnologia e inovação e transformar esse conhecimento em produtos e processos que gerem riqueza. Setor fundamental da nossa economia, o agronegócio deve estar incluído nessa lógica, produzindo cada vez mais e melhor de forma racional e sustentável, de forma a preservar o meio ambiente, suprir a demanda interna e conquistar mercados sofisticados e rentáveis.

São urgentes também avanços da infraestrutura urbana para assegurar qualidade de vida à população. Saneamento público e universal, moradia adequada e transporte de qualidade são demandas do povo que devem ser atendidas como prioridades. Há ainda que se prover serviços básicos essenciais de saúde e educação a todos, acabando com a exclusão em questões que são vitais para o presente e o futuro dos cidadãos. E, obviamente, dar fim à fome, flagelo inadmissível num país de tamanho potencial e riquezas como é o Brasil.

Nossas mazelas e precariedades são históricas, mas temos de enfrentá-las já, com coragem, seriedade, competência e, acima de tudo, a determinação de trabalhar juntos pelo bem comum.

Arregacemos as mangas e sigamos em frente.

Clique aqui e leia mais artigos de Murilo Pinheiro.

Acesse – www.seesp.org.br

Murilo Pinheiro
Murilo Pinheiro
Murilo Pinheiro é presidente do Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo (Seesp) e da Federação Nacional da categoria (FNE)

Conteúdo Relacionado

Trabalhadores marcharão à Brasília por democracia e justiça – Ismael Cesar

Deliberado no Congresso Nacional da Central Única dos Trabalhadores, ocorrido em outubro de 2023, a Marcha da Classe Trabalhadora à Brasília, está marcada para...

A importância e os desafios das frentes parlamentares – Antônio Augusto de Queiroz

As frentes parlamentares e bancadas informais desempenham papel relevante no cenário político, representando forma interessante de articulação, representação e influência para interesses diversos. Compostas...

Fiscalização da Previdência brasileira garante proteção – Wanderson Ferreira

A Previdência Social parte do princípio de que todos os trabalhadores precisam estar seguros em caso de perda de a capacidade de trabalhar, o...

Decisão lamentável – João Guilherme

Recentemente o juiz Eduardo Pires, da 30ª Vara do Trabalho de São Paulo, decidiu que o trabalhador não sindicalizado não tem direito aos benefícios...

Privatizar a educação pública beneficia apenas os tubarões da educação – Francisca Rocha

Desde que assumiu o governo de São Paulo, Tarcísio de Freitas trabalha diariamente com a tese de destruição do Estado e privatização de todo...