19.2 C
São Paulo
quarta-feira, 29/05/2024

Marinho, OIT e BNDEs somam forças

Data:

Compartilhe:

O ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, o diretor da OIT Brasil, Vinícius Pinheiro, e o presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, assinaram dia 16  Memorando de Entendimento a fim de promover o trabalho decente conforme as normas trabalhistas brasileiras.

A ideia é mobilizar instituições em um esforço pra resgatar a qualidade do mercado de trabalho, fazendo com que, de fato, haja trabalho decente.

Marinho diz: “Trabalho decente pressupõe eliminar explorações, mão de obra infantil, trabalho análogo à escravidão, trabalho forçado. Mas pressupõe também respeito às organizações sindicais e ao direito à sindicalização”.

Ele acredita que a assinatura será importante à própria democracia. “Assistimos recentemente no Brasil a um boicote ao processo democrático. E o tema trabalho pode ser uma trincheira de resgate, fortalecimento do processo democrático, e, portanto, retomada da valorização das negociações, das convenções coletivas e do diálogo”, afirma o ministro.

MAIS – Ministério do Trabalho, OIT, BNDES

Conteúdo Relacionado

Brinks Limão elege nova Cipa

Dia 22, ocorreu nova eleição da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) na Brinks Limão, em São Paulo.Acompanharam as votações, das 5 da...

Clube e Colônia dos Metalúrgicos ficarão abertos no feriado

O feriado prolongado, de quinta a domingo, estimula o lazer das famílias e a prática de esportes. Portanto pra quem vai emendar o feriado...

Sindicalista Magri faz mudança audaciosa

Entre meados dos anos 70 e durante a década de 80, ele foi um dos principais dirigentes brasileiros. Do alto do seu porte, forjado...

Frentistas do Paraná fecham Convenção

Em negociação conjunta, os Sindicatos de Trabalhadores de Posto de Combustíveis e Lojas de Conveniência de Cascavel, Ponta Grossa, Londrina, Curitiba e Maringá fecharam,...

Conheça a nova Pauta Sindical

Dia 22, a plenária das Centrais Sindicais atualizou a Pauta Unificada da Classe Trabalhadora aprovada em abril de 2022, com 63 itens. O documento...