Metalúrgicos de Guarulhos completam 57 anos em defesa de direitos

0
381

Fundado em 30 de abril de 1963, o Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região completa 57 anos nesta quinta, 30 de abril. Até sua fundação, a entidade que representa a categoria na cidade, além de outros três municípios da Grande São Paulo, integrava o Sindicato da Capital. A autonomia ocorreu devido ao rápido crescimento econômico da região, com a instalação de fábricas e expansão do parque industrial, que chegou a empregar, diretamente, 90 mil metalúrgicos.

A Carta Sindical foi concedida no governo de João Goulart e assinada por Almino Afonso, então ministro do Trabalho. Jango dá nome ao auditório da sede.

Um ano após a fundação, o Sindicato sofreu intervenção pela ditadura. “Policiais vasculharam tudo e diziam estar à procura de armas”, relembra Edmilson Felipe Nery, fundador da entidade e seu presidente de 1978 a 1987. Era pretexto pra forçar a intervenção, porque parte da diretoria tinha ligações com o Partido Comunista Brasileiro – PCB.

Filiado à Força Sindical, o Sindicato tem forte atuação na base e nas lutas sociais. “Procuramos praticar o sindicalismo-cidadão, porque o trabalhador tem direito à cidadania plena”, afirma José Pereira dos Santos, atual presidente.

O vice Josinaldo José de Barros (Cabeça) comenta: “A atual fase é a pior para a classe trabalhadora brasileira. Além da recessão prolongada, sofremos ataques duros do governo e do Congresso. Mas a categoria metalúrgica é forte e tem a consciência forjada na luta”.

Emprego – A grande preocupação da diretoria “União e Ação”, hoje, é com o emprego dos trabalhadores. O Sindicato negocia com as empresas, firma acordos e tenta por todos os meios legais preservar os postos de trabalho.

Mais – Acesse o site do Sindicato dos Metalúrgicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui