22.6 C
São Paulo
quinta-feira, 13/05/2021

Metodista tenta demitir presidente de Sindicato

A Fepesp manifesta completa solidariedade ao Sindicato de Professores de Campinas e Região pela inusitada tentativa da Rede Metodista-Unimep de desligar do seu quadro de docentes a presidente do Sinpro, Conceição Fornasari, e outros dois dirigentes da entidade, os professores Silvana Paccola e Raimundo Donato.

Além da solidariedade ao Sinpro, manifestamos completo repúdio à ação ilegal e antissindical, que não tem qualquer amparo constitucional, pois a Constituição garante a estabilidade do dirigente.

A professora Conceição foi comunicada de seu pretenso desligamento pela Unimep na terça, 13. A instituição foi informada imediatamente, no mesmo dia, que tal tentativa de desligamento não tem efeito por carência de amparo legal.

Enxergamos a atitude da Unimep/Metodista dentro do quadro de incompetência administrativa e irresponsabilidade empresarial que tem caracterizado a instituição, a ponto de obrigar suas escolas a procurar guarida em pedido de recuperação judicial.

A rotina da Metodista tem sido a de receber pontualmente a mensalidade dos alunos, registrar regularmente as aulas de seus professores e o trabalho do seu pessoal administrativo, mas deixar de cumprir suas obrigações com empregados ou a Justiça.

A Metodista não paga salários, não deposita encargos trabalhistas, descumpre decisões judiciais, não honra promessas feitas em negociação direta ou mediação judicial.

Os bispos da direção da Rede Metodista de Educação reconhecem a dívida, mas nada fazem pra corrigi-la, o que caracteriza incúria administrativa e grave disfunção moral.

Acesse – fepesp.org.br

Notícias

Matérias Relacionadas

Iniciar conversa
Fale com a Agência Sindical