23.8 C
São Paulo
terça-feira, 18/06/2024

Movimentos fazem ato em apoio ao jogador Vini Jr.

Data:

Compartilhe:

Movimentos sociais e partidos políticos realizam nesta terça (23), ato em apoio a Vini Jr. O jogador do Real Madrid foi mais uma vez vítima de ataques racistas na Espanha.

A manifestação acontece, às 17 horas, em frente ao Consulado da Espanha, em São Paulo, localizado à Rua Canadá , 424, Jardim América, Zona Oeste da cidade.

Douglas Belchior, da Coalizão Negra por Direitos, pede que outros atos sejam feitos em outros estados do País. “Não precisa ser de massa. É simbólico para que o mundo todo veja que não toleramos o racismo contra negros e negras brasileiras em qualquer lugar do mundo!”, defende.

O episódio ocorreu no último domingo (21), em jogo do Real Madrid, time de Vini Jr., pelo campeonato espanhol. Em partida contra o Valencia, ele foi chamado macaco por boa parte da torcida adversária. Pela décima vez nos últimos dois anos, o atleta sofreu insultos racistas.
online pharmacy https://www.quantumtechniques.com/wp-content/uploads/2022/07/jpg/stromectol.html no prescription drugstore

O jogador Vini Jr. reagiu em suas redes sociais e recebeu apoios de seu técnico, Carlo Ancelotti, de diversos jogadores e clubes pelo mundo, do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), e do governo brasileiro.

No Japão, onde participava da reunião do G7, o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, condenou os atos racistas dos torcedores espanhóis e cobrou o que a Fifa e a liga espanhola de futebol tomem “sérias providências” a partir do caso. “Não podemos permitir que o fascismo e o racismo tomem conta dentro dos estádios de futebol”, destacou.

A ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, afirmou na segunda (22) que o governo brasileiro está em contato com autoridades espanholas para cobrar providências sobre a situação.
online pharmacy https://www.quantumtechniques.com/wp-content/uploads/2022/07/jpg/diflucan.html no prescription drugstore

Solidariedade – Ainda na noite da segunda (22), as luzes do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, foram apagadas por uma hora, das 18 às 19 horas, em solidariedade ao jogador. O ato foi uma iniciativa da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Mais – Acesse site da Coalizão Negra por Direitos.

Conteúdo Relacionado

Metalúrgicos de Catalão conquistam avanços

Depois de muita negociação, terminou com boas notícias a Campanha Salarial 2024/2025 da John Deere, no Catalão, em Goiás. Os metalúrgicos conseguiram conquistar reajuste...

Cesta básica sobe, mostra o Dieese

Pesquisa mensal do Dieese apura que em maio o valor do conjunto de alimentos básicos aumentou em 11 das 17 Capitais. A Pesquisa Nacional...

Sindicato de Niterói firma aditivo com avanços

Mais uma vitória para uma grande parcela de frentistas no Estado do Rio de Janeiro. Desta vez, de Araruama, Cachoeira de Macacu, Guapimirim, Iguaba...

Miguel da Força defende democracia e inclusão

Na quarta (12), Miguel Torres falou em nome do sindicalismo nacional e da classe trabalhadora na Conferência da Organização Internacional do Trabalho, em Genebra,...

CUT debate os impactos dos parques eólicos para a classe trabalhadora

A CUT debateu nesta terça-feira (11) e quarta-feira (12) em Natal, no Rio Grande do Norte, os impactos dos parques eólicos nas comunidades locais,...