População idosa precisa participar do debate eleitoral – Milton Cavalo

0
11

O Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos – Sindnapi iniciou no dia 17 de junho o Ciclo Nacional de Debates. O primeiro convidado foi o pré-candidato à prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos (Psol). A próxima será Tabata Amaral (PSB), no dia 12 de julho. Outros também foram e serão convidados.

A iniciativa, que deve se estender para outros estados, visa conhecer as propostas dos pré-candidatos para aposentados e idosos e também apresentar a nossa pauta a eles, ampliando a participação dos idosos nos programas dos governos municipais que serão eleitos. Algo de suma importância por diversas razões que se refletem tanto na esfera política quanto na social.

Os idosos representam uma parcela significativa da população, especialmente no Brasil, onde o envelhecimento demográfico é uma realidade crescente. Sua participação ativa nas eleições garante que suas necessidades e interesses sejam considerados e atendidos pelas políticas públicas e programas municipais.

Segundo as informações mais recentes divulgadas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), a porcentagem de idosos no Brasil em 2023 é de 15,8% da população.

Considerando a estimativa de que a população total do país seja de 207.750.291 milhões de pessoas, segundo o Censo Demográfico realizado no ano de 2022, as pessoas idosas formam um grupo de 32.113.490 (15,6%) de pessoas.

Dados consolidados pelo Tribunal Superior Eleitoral, referentes a abril de 2024, confirmam esse crescimento da população idosa no país.

Além disso, os idosos trazem uma perspectiva valiosa ao processo eleitoral, fundamentada em suas experiências de vida e compreensão histórica das transformações sociais e políticas. Sua visão pode contribuir para a escolha de líderes mais comprometidos com toda a população.

Portanto, a inclusão dos idosos no processo eleitoral é fundamental não apenas para a promoção de uma democracia mais justa e equitativa, mas também para que ele conheça as propostas de cada candidato e seja capaz de escolher representantes que entendam a urgência de apresentar e realizar projetos que valorizem uma geração que muito contribuiu e ainda contribui para o desenvolvimento do País e das cidades.

Milton Cavalo
Presidente do Sindical Nacional dos Aposentados