18.4 C
São Paulo
quinta-feira, 13/06/2024

Protagonismo sindical – Por João Guilherme Vargas Netto

Data:

Compartilhe:

Peço desculpas por ser repetitivo, mas estou convencido e quero convencer os outros.

A melhor forma de comemorar um grandioso 1º de maio 2023, unitário e vitorioso, será dedicá-lo à conquista de uma política permanente de valorização do salário mínimo.

Esta pauta central (obviamente em um conjunto mais amplo de reivindicações) pode ser um grande diferencial que caracterize o protagonismo do movimento sindical, já que o governo de Lula pretende fazê-lo e o movimento pode ajudá-lo em sua pretensão.

É preciso reprisar que o decreto de reajuste pontual do salário mínimo é de atribuição presidencial, mas a aprovação de uma política permanente (que enfrenta adversários interesseiros e influentes) é atribuição do Congresso Nacional, renovado e conservador.

O próprio decreto presidencial de reajuste deveria, pedagogicamente, concretizar o resultado da política permanente.

Um 1º de maio 2023, unitário, abrangente e grandioso em sua expressão nacional dará ao presidente Lula e seus aliados a força capaz de convencer a maioria no Congresso Nacional e torná-la favorável a esse pleito. Ao mesmo tempo, a correlação de forças conseguida e observada será um grande indicador de possibilidades futuras para avançar no fortalecimento das negociações coletivas e no reconhecimento dos direitos sindicais.

A aprovação da política permanente de valorização do salário mínimo será, efetivamente, uma grande conquista progressista do governo e o momento certo de afirmação do protagonismo sindical.

João Guilherme Vargas Netto – Consultor sindical de entidades de Trabalhadores e membro do Diap.

Clique aqui e leia mais opiniões de Vargas Netto.

João Guilherme
João Guilherme
Consultor sindical e membro do Diap. E-mail joguvane@uol.co.br

Conteúdo Relacionado

O capital quer sindicatos sem dinheiro e trabalho infantil – Marcos Verlaine

Se depender dos patrões, do chamado mercado e do capital, os sindicatos no Brasil serão asfixiados financeiramente e morrerão à míngua. Isto de 1...

A privatização no Brasil – Paulo Henrique Viana

Os pontos negativos da privatização no Brasil Um dos principais argumentos contra a privatização é a questão da acessibilidade. Quando serviços públicos essenciais, como energia,...

Ação sindical em defesa dos engenheiros – Murilo Pinheiro

Campanhas salariais 2024, que abrangem mais de 100 mil profissionais, seguem a todo vapor. Mobilização e participação efetiva da categoria é essencial para reforçar...

Defendemos a criação de um programa emergencial robusto – Nilton Neco

Nesta quinta-feira (06) o Governo Federal anunciou a medida provisória que concede dois salários mínimos para os trabalhadores afetados pelas enchentes, se mostrando mais...

Luta dos trabalhadores da enfermagem merece solidariedade do brasileiro – Adilson Araújo

Não é novidade para ninguém que no Brasil os salários atribuídos à classe trabalhadora são miseravelmente baixos, o que faz da sobrevivência uma ginástica...