21.7 C
São Paulo
sexta-feira, 19/04/2024

Resultados da nossa campanha

Data:

Compartilhe:

“Nos últimos meses, conduzimos campanha de arrecadação, que se encerra hoje, dia 30.”

A situação de quem está empregado já não é fácil, pois os salários perderam poder de compra. Imagine quem está desempregado, subempregado ou nos bicos. Considere que muitas dessas pessoas perderam parentes para a Covid-19 ou aumentaram suas despesas médicas por causa da doença.

Ou seja, há uma enorme massa de brasileiros na pobreza grave, na miséria ou mesmo passando fome. A situação que era ruim, devido à recessão prolongada, piorou por causa da pandemia. Essas pessoas precisam ser apoiadas. E todos nós podemos fazer alguma coisa.

O Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região fez. E muitas pessoas, famílias, empresas e instituições também estão fazendo. Da nossa parte, nos últimos meses, conduzimos campanha de arrecadação, que se encerra hoje, dia 30. Os números apurados ontem à tarde são esses:

. 370 cestas básicas arrecadadas.

. Em torno de sete toneladas de alimentos e gêneros

. Doações recebidas de 20 empresas.

. Cestas e produtos entregues para 15 entidades sociais.

O sindicalismo, apesar da perda de receita provocada por leis nocivas e atos de governos, mobilizou esforços pessoais e materiais nas campanhas. A Força Sindical, à qual somos filiados, estimulou as entidades a fazer campanhas ou se engajar em ações de igrejas, associações e outras.

As campanhas solidárias ajudam concretamente as pessoas necessitadas, até porque quem tem fome tem pressa. Mas é preciso avançar. A bem da verdade, o principal ausente nessa crise tem sido o Estado, especialmente o governo federal, que suspendeu o Auxílio Emergencial de R$ 600,00 e três meses depois baixou seu valor pra R$ 150,00.

Vacina – Depoimentos à CPI indicam negociatas quanto à compra de vacinas. Esperamos que tudo seja esclarecido ou então que os responsáveis sofram a devida punição. O sindicalismo acompanha esse debate, mas não é nosso papel interferir. Pra isso existem partidos, Justiça e o Ministério Público. As Centrais e os Sindicatos seguem no caminho certo, que é cobrar vacina pra todos e sem atrasos.

Vale-gás, apoio financeiro a famílias que perderam pessoas pra Covid, doação de cestas, tudo isso é importante. Mas o melhor plano econômico é vacinar os brasileiros, porque isso traz segurança ao mercado, estimula negócios, gera empregos e recupera o poder de compra da população.

Clique aqui e leia mais opiniões de José Pereira dos Santos

Acesse – www.metalurgico.org.br

Conteúdo Relacionado

Trabalhadores marcharão à Brasília por democracia e justiça – Ismael Cesar

Deliberado no Congresso Nacional da Central Única dos Trabalhadores, ocorrido em outubro de 2023, a Marcha da Classe Trabalhadora à Brasília, está marcada para...

A importância e os desafios das frentes parlamentares – Antônio Augusto de Queiroz

As frentes parlamentares e bancadas informais desempenham papel relevante no cenário político, representando forma interessante de articulação, representação e influência para interesses diversos. Compostas...

Fiscalização da Previdência brasileira garante proteção – Wanderson Ferreira

A Previdência Social parte do princípio de que todos os trabalhadores precisam estar seguros em caso de perda de a capacidade de trabalhar, o...

Decisão lamentável – João Guilherme

Recentemente o juiz Eduardo Pires, da 30ª Vara do Trabalho de São Paulo, decidiu que o trabalhador não sindicalizado não tem direito aos benefícios...

Privatizar a educação pública beneficia apenas os tubarões da educação – Francisca Rocha

Desde que assumiu o governo de São Paulo, Tarcísio de Freitas trabalha diariamente com a tese de destruição do Estado e privatização de todo...