15.1 C
São Paulo
sábado, 13/07/2024

Sem salários, Metalúrgicos protestam contra venda da Avibras

Data:

Compartilhe:

Trabalhadores da indústria bélica Avibrás estão há seis meses sem receber salários. A empresa, localizada em Jacareí, Interior de SP, passa por processo de recuperação judicial há um ano. Emprega cerca de 1.400 trabalhadores.

A Avibrás é uma das principais empresas nacionais de defesa. Grupos estrangeiros da Alemanha e Emirados Árabes já demonstraram interesse na aquisição da companhia.

Sem receber os salários, profissionais especializados, que participam inclusive de programas estratégicos das Forças Armadas Brasileiras, estão sendo obrigados a recorrer a trabalhos informais, denuncia o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região.

A situação preocupa a entidade, que enviou uma carta ao presidente Lula, aos ministérios da Defesa e do Desenvolvimento e ao Comando do Exército Brasileiro, com pedido de reunião para discutir o futuro da Avibrás e dos trabalhadores.

Presidente do Sindicato, Weller Gonçalves, defende intervenção do governo. “É preciso tomar medidas urgentes para que os funcionários voltem a receber seus salários e direitos. Não é possível continuar nessa situação. Estamos falando de uma das mais importantes indústrias do país”, ele ressalta.

O ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, se reuniu com o presidente da Avibras, João Brasil Carvalho Leite, na semana passada e pediu ao empresário que mantenha a empresa sob controle de capital nacional.

Terça (11), trabalhadores protestaram na Feira Internacional de Defesa e Segurança (LAAD Defence & Security), realizada no RioCentro, Rio de Janeiro. A empresa é uma das participantes da feira, considerada a mais importante feira do setor de Defesa na América Latina.

Centrais – Também na terça (11), Centrais Sindicais divulgaram Nota contra a entrega da Avibrás ao capital estrangeiro. De acordo com o texto, a venda representaria “grave ameaça à Soberania nacional, com perigosa transferência de elevada tecnologia para capital privado internacional”.

Nota – Clique aqui e leia.

MAIS – Acesse o site dos Metalúrgicos de São José dos Campos.

Conteúdo Relacionado

Consultor vê País normalizado e Lula mais forte

O ambiente nacional está mais calmo. A economia vai bem. As relações entre Executivo e Legislativo avançaram. E as condições para o diálogo e...

Sindicato e UGT apoiam luta nos EUA

O Sindicato dos Comerciários de São Paulo (filiado à UGT) foi representado pela diretora Maria das Graças da Silva Reis nos atos da Campanha...

Futebol Metalúrgico faz final domingo

Termina dia 14, domingo, o 27º Campeonato de Futebol dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região (Grande SP). Competição já teve 57 partidas, com 195...

Foi forte o Dia da Luta Operária

Teve grande participação sindical e popular a edição 2024 do Dia da Luta Operária, em 9 de julho. Mesmo com frio intenso e chuva,...

Mercado é 0,5% da população, diz economista

Nas últimas semanas, a palavra mercado foi uma das mais utilizadas na mídia, principalmente pelos comentaristas de economia.O viés ideológico dessa cobertura empodera o...