O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Prestação de Serviços de Asseio e Conservação e Limpeza Urbana de São Paulo (Siemaco-SP) formou, na última quinta (26), 45 novos alunos dos polos educacionais gratuitos mantidos pela entidade. Os formandos receberam seus diplomas do Ensino de Jovens e Adultos (EJA) no auditório da sede sindical.

A Central de Cursos do Siemaco-SP é um programa de educação continuada, fruto de uma parceria com o Seac (sindicato patronal do asseio). Desde o início do programa, 750 alunos já foram formados. Além dos cursos, são oferecidos os materiais didáticos de apoio aos estudantes.

Segundo André Santos Filho, presidente da entidade de classe, é muito bom ver o sucesso do projeto mudando a vida de trabalhadores e trabalhadoras. “Agradeço essa parceria com o Seac, que é essencial para que continuemos esse trabalho”, afirma o dirigente.

“Nosso corpo docente e a equipe da Central de Cursos são a base para que tudo isso ocorra. Parabenizo também os guerreiros e guerreiras que resolveram mudar de vida e hoje estão aqui, comemorando a conclusão dessa etapa importante da vida. Vamos fortalecer esse projeto cada vez mais”, comemora André.

O presidente do patronal Seac, Rui Monteiro, ressalta a importância do programa. “Sabemos de casos de pessoas que saíram da condição de analfabetismo, ingressaram na faculdade e hoje têm curso superior concluído. Ficamos felizes em participar diretamente dessa mudança de vida de tantas pessoas”, conta Rui.

Polos – O programa Central de Cursos oferece diversos polos para que o aluno ingresse a partir do nível de alfabetização. Para facilitar os estudos e reduzir as desistências, há salas de aula na sede do Siemaco-SP, na região central da Capital, e na subsede, na Zona Sul. Os cursos são oferecidos também em locais de trabalho, como garagens, alojamentos da limpeza urbana e até estações de metrô. A ideia é facilitar para o trabalhador que quer voltar a estudar.

Projetos – O Sindicato oferece, além do programa educacional, a Central de Vagas, um projeto voltado à inserção dos trabalhadores no mercado.

MAIS – Acesse o site do Siemaco-SP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui