23.8 C
São Paulo
terça-feira, 18/06/2024

Voto de confiança – Por Walter dos Santos

Data:

Compartilhe:

Sabemos que praticamente metade da população não queria a volta de Lula à Presidência da República. Alguns porque preferiam Bolsonaro e se identificavam com ele, outros porque não gostam do Lula e outros porque acham que é preciso renovação.

Pessoalmente, eu preferia que Lula não tivesse voltado. Pelo bem ou pelo mal e com os erros e acertos que cometeu, eu acreditava que ele já tinha cumprido o papel dele na história e que era chegada a hora de dar espaço a outros.

Mas a teimosia dele aliada a milhões de votos o devolveram ao comando do Brasil. Agora, assim como fiz com Dilma, com Temer e com Bolsonaro, entendo que precisamos lhe dar um crédito e trabalhar para o país melhorar.

De fato, Bolsonaro não foi um bom Presidente para os sindicatos e para os trabalhadores. Não há como negar. Nem tudo o que fez foi ruim como dizem por aí, mas não reconheceu a representatividade que tínhamos e não havia diálogo. Só conseguia conversar com ele quem fosse ao cercadinho no Palácio da Alvorada e isso não era para todos.

Com Lula há uma mudança para melhor nesse aspecto. O Ministro do Trabalho, Luiz Marinho, é uma pessoa que tem experiência no meio sindical e tem mostrado disposição ao diálogo.

De outro lado, Carlos Lupi, Ministro da Previdência, também é aberto a conversas, assim como outros ministros.

Percebemos que Lula tem se cercado de pessoas experientes e competentes para formar a sua equipe. Ele escolheu ministros e assessores que têm experiência em áreas como economia, educação e meio ambiente, o que pode ajudar a tomar decisões mais acertadas
e a implementar políticas mais eficientes.

Além disso, Lula tem demonstrado vontade de ouvir diferentes opiniões e de buscar soluções consensuais para os problemas do país.

De nossa parte, vamos reivindicar e batalhar pelos direitos dos comerciários, dos  trabalhadores e pela melhora da economia do Brasil.

Por fim, é importante lembrar que o Brasil precisa de estabilidade política e econômica para sair da crise em que se encontra. Isso significa que, mesmo que tenhamos diferenças políticas com o novo governo, é fundamental que apoiemos suas medidas para melhorar a economia e o bem-estar dos brasileiros. É claro que devemos ficar atentos e cobrar transparência e ética dos nossos líderes, mas também devemos dar uma chance para que eles mostrem seu trabalho e suas propostas.

Em resumo, dar um voto de confiança ao novo governo do presidente Lula é fundamental para que possamos superar os desafios que o Brasil enfrenta. Com diálogo, competência e comprometimento, é possível melhorar a economia e os direitos dos trabalhadores, além de fortalecer a democracia e a soberania nacional.

Clique aqui e leia mais artigos de Walter dos Santos.

Acesse – www.comerciariosdeguarulhos.org.br

Conteúdo Relacionado

A engenharia e a cidade em debate

Tradicional ciclo de encontros com postulantes a cargos no Executivo municipal teve início nesta segunda-feira (17/6). Atividade promovida pelo SEESP e aberta ao público...

Cadê os sindicatos? – Paulo Henrique Viana, Paulão

Na condição de dirigente sindical e de alguém que acompanha a conjuntura política brasileira reconheço estarmos atravessando grandes dificuldades. Projetos dos mais diversos em...

A pauta insana do bolsonarismo inviabiliza o Brasil – Marcos Verlaine

Nestas últimas 4 semanas, o Brasil foi sacudido por notícias e fatos originários do Congresso Nacional, em particular, produzidos pelos parlamentares bolsonaristas. É a...

Manipulação, truculência e populismo: táticas de sobrevivência da extrema-direita – Antônio Augusto De Queiroz

A extrema-direita brasileira, para sobreviver politicamente, precisa de álibi que disfarce a verdadeira agenda e os interesses que representa. Esse álibi é construído mediante...

Violência e morte no ventre legislativo – Violência e morte no ventre legislativo

O Projeto de Lei (PL) 1904/2024 propõe que o Código Penal brasileiro seja alterado para aplicar a pena de homicídio em caso de aborto,...