Professores e técnicos de ensino do Sesi/Senai de São Paulo aprovaram a renovação por mais um ano do Acordo Coletivo de Trabalho da categoria, com a manutenção de todas as cláusulas.

Esse Acordo engloba reajuste salarial, a partir de 1º de março, com a reposição integral do INPC dos últimos 12 meses. “A inflação disparou e deve ultrapassar os 10% no período. Por isso, é muito significativa a defesa da reposição integral”, conta Celso Napolitano, presidente da Federação dos Professores do Estado de SP (Fepesp), que coordenou a negociação.

O reajuste será aplicado sobre o salário e benefícios, como Vale-Refeição e Alimentação. Segundo estudo do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), menos da metade das categorias conseguiram repor a defasagem nesse ano.

“Os docentes do Sesi/Senai compreenderam a importância da defesa dos direitos neste ano difícil, não só pela situação econômica e de desemprego no País, mas pela nova direção da Fiesp ainda estar tomando pé da gestão da instituição”, explica Napolitano.

Assembleias – Os 24 Sindicatos integrantes da Fepesp, que conduzem a campanha salarial deste ano de forma integrada, participaram das reuniões que decidiram pela extensão do Acordo Coletivo.

Atualização – Além de manter todas as cláusulas do Acordo do Sesi/Senai, alguns itens foram atualizados. Exemplo é a estabilidade provisória para professores e técnicos de ensino em vias de aposentadoria; procedimentos para homologações em casos de dispensa; e gala ou luto pelo falecimento de sogros ou sogras.

MAIS – Clique aqui e acesse o site da Fepesp.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui