As entidades de frentistas comemoram a manutenção dos 500 mil empregos, nos 45 mil postos do País. Nesta quarta (8), a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara, por unanimidade, seguiu o relatório de Augusto Coutinho (Solidariedade-PE) e rejeitou o Projeto de Lei 2.302/2019, do Partido Novo. A iniciativa visava revogar a Lei 9.956/2000, que proíbe o autoabastecimento em todo o território nacional.

Foram muitas as idas e vindas a Brasília, reuniões e diálogo com parlamentares. O presidente da Federação Nacional dos Frentistas (Fenepospetro), Eusébio Luis Pinto Neto, comenta: “O deputado Augusto Coutinho fez um belo trabalho em prol da categoria. Seu relatório ajudou a assegurar 500 mil empregos”. O presidente da Comissão, Sidney Leite (PSD-AM), também atuou pró-empregos.

O deputado Coutinho elogia a articulação das direções sindicais. Ele observa: “O Brasil vive momento de muita dificuldade e desemprego. Não poderíamos deixar que um PL como esse prosperasse. Dialogamos e a decisão foi sensata. Parabéns a toda a categoria”.

Histórico – Luiz Arraes, da Federação Estadual de SP (Fepospetro), avalia como histórica a derrubada do PL. Ele diz: “O 8 de junho será lembrado como o dia em que sepultamos de vez o autosserviço, valorizamos a Lei 9.956 e garantimos os empregos em todo o País”.

MAIS – Acesse os sites da Fenepospetro e Fepospetro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui