Engenheiros discutem preço dos combustíveis

0
385
petrobras

Dias 13 e 14 , o Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (SEESP) realiza, em parceria com o portal Outras Palavras e o Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, o seminário “Em defesa do petróleo brasileiro e da Petrobras”.

O evento virtual, gratuito e aberto ao público, contará com a participação de especialistas, lideranças políticas, técnicas e dos trabalhadores. Em pauta, questões centrais sobre a principal empresa nacional, que tem papel essencial à defesa da soberania e desenvolvimento sustentável do Brasil.

Inflação – “O fato é que desde 2016, quando foi adotado o modelo de Paridade de Preço de Importação, o valor que os brasileiros pagam pra transportar mercadorias, se locomover e cozinhar, entre outras atividades essenciais, flutua conforme a cotação do petróleo no mercado externo e segundo a valorização do câmbio. Eis a receita de absurdos R$ 7,00 pelo litro de gasolina ou um botijão de gás chegando a R$ 160,00 em alguns locais”, comenta Murilo Pinheiro, presidente do SEESP.

Para o dirigente, esse quadro não será resolvido com a proposta colocada à mesa pelo governo de redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços sobre os combustíveis. “A medida não vai ao cerne da questão, que envolve, além da política de preços, o papel das importadoras de combustível e o desmonte da capacidade de refino de petróleo internamente. E é esse pacote que precisa ser repensado com seriedade, coragem e espírito público”, aponta Murilo.

O sindicalista descarta a privatização da Petrobras como solução. “Não tem lógica imaginar que entregar todo o setor de petróleo ao mercado fará os preços baixarem”, ressalta.

Os desafios e caminhos em defesa do petróleo brasileiro e da Petrobras estão em pauta no Seminário. Transmissão ao vivo nos canais do YouTube das entidades organizadoras, além de mídias parceiras.

Programação- www.seesp.org.br/seminario

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui