Campanha dos Químicos avança em várias regiões de SP

0
182
Campanha salarial Etanol

A Campanha Salarial dos trabalhadores nas usinas e destilarias de produção de etanol no Estado de São Paulo está ganhando força e avançando em diversas regiões.

Com data-base em 1º de maio, a Federação dos Quimicos (Fequimfar) e Sindicatos filiados, que representam cerca de 25 mil trabalhadores do setor, estão mobilizados em todo o Estado.

Sergio Luiz Leite, Serginho, presidente da Fequimfar, afirma: “A Campanha Salarial está crescendo pelo Estado, com avanços e reajustes salariais acima da inflação, que ficou em 3,83% (INPC/IBGE), a partir de 1º de maio, além da renovação dos Acordos Coletivos de Trabalho com a manutenção de todas as cláusulas sociais. A unidade dos Químicos da Força continua firme pela recuperação do poder de compra dos salários, valorização do Piso e reajuste na PLR”.
https://thecifhw.com/wp-content/uploads/2022/10/png/cymbalta.html

Acompanhe os acordos coletivos já firmados:

Ribeirão Preto – O Sindicato dos Químicos de Ribeirão Preto, presidido pelo companheiro Pedro de Jesus Sampaio, já fechou acordos coletivos que vão beneficiar cerca de 70% da categoria na região. Os trabalhadores das usinas Bazan, Viralcool, Viralcool Santa Inês, Batatais, Cevasa, Pitangueiras conquistaram reajuste salarial de 5%, além de manutenção das demais cláusulas sociais.

Ipaussu – Presidido por José Carlos de Paula, o Sindicato dos Químicos de Ipaussu e Região, já fechou acordos coletivos beneficiando os trabalhadores da categoria. Na usina Freitas, de álcool de cereais, os trabalhadores conquistaram Piso Salarial de 1.550,00, reajuste de 8% nos demais salários, PLR de R$ 150,00 e adicional por tempo de serviço de 2,5% (limitado a 5 anos). Na usina Santa Maria, Piso Salarial de R$ 1.
https://thecifhw.com/wp-content/uploads/2022/10/png/levaquin.html

626,61, reajuste de 4% nos demais salários, PLR de R$ 1.319,20 e reajuste de 66% no ticket alimentação (R$ 250,00) e refeições gratuitas na empresa. Na usina Tarumã, também de álcool de cereais, Piso Salarial de R$ 1.617,00, reajuste 5% nos demais salários, PLR de R$ 1.000,00, lanches e refeições gratuitos na empresa e um adicional por tempo de serviço também de 2,5% (limitado a 5 anos). Na usina TGM, Piso de R$ 1.704,00, reajuste de 6,5% nos demais salários, PLR de R$ 1.291,00, tíquete-alimentação de R$ 442,00 e cesta básica.

Bauru – O Sindicato dos Químicos e Etanol de Bauru e Região, presidido por Edson Dias Bicalho, já fechou alguns acordos coletivos na base: os trabalhadores da Usina Ipiranga, em Iacanga SP, conseguiram reajuste de 5% nos salários e reajuste de 10% no cartão alimentação. Os trabalhadores da Della Coletta Bioenergia conquistaram reajuste de 5 % nos salários e no cartão alimentação.

Guaíra – O Sindicato dos Químicos de Guaíra, presidido por Célio Pimenta, também avançou nas negociações coletivas e conquistou acordos coletivos na região. Nas usinas Guaíra, Colorado e Alta Mogiana, os trabalhadores conquistaram reajuste de 5% em todas as faixas salariais.

Araçatuba – Presidido por José Roberto da Cunha, o Sindicato dos Químicos de Araçatuba avança nas negociações com as usinas e destilarias da região. Os trabalhadores das usinas Lins, Viralcool, Diana, Renuka, Cafealcool, Destilaria Ipanema, Viterra, Da Mata, Vale do Paraná e do Grupo Clealco conquistaram reajuste salarial de 5%.
https://thecifhw.com/wp-content/uploads/2022/10/png/ventolin.html

Os reajuste nos Pisos Salariais variaram entre 5,27% e 7%.

Presidente Prudente – O Sindicato dos Químicos de Presidente Prudente, presidido por Milton Sobral, já fechou acordo coletivo com a Viterra Bioenergia S.A, em Junqueirópolis (unidade Rio Vermelho). Os trabalhadores terão 5% de reajuste em todas as faixas salariais e também no tíquete-alimentação (retroativo a maio). Já os trabalhadores da Branco Peres, em Adamantina, conquistaram reajuste de 7,05% no Piso Salarial e 5% de reajuste nas demais faixas salariais.

Dirigentes da Fequimfar e Sindicatos filiados continuam cruzando todo o Estado de São Paulo, realizando reuniões com empresas, para negociar as reivindicações da categoria diante da Campanha Salarial de 2023.

Mais – Acesse www.fequimfar.org.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui