Combate à privatização está entre os desafios da CUT-SP

0
109
Raimundo Suzart foi eleito em Congresso, entre os dias 24 e 27, na Praia Grande, SP

O novo presidente da CUT-SP é o químico do ABC, Raimundo Suzart. Ex-presidente do Sindicato da categoria, ele conduzirá diretoria composta por 36 membros, metade homens, metade mulheres.

Baiano, de Andaraí, na Chapada Diamantina, Raimundo tem uma trajetória de 34 anos na categoria química do ABC. Seu primeiro emprego na área foi na Wheaton Brasil, em 1989.

O novo presidente da CUT-SP falou dos desafios da gestão. O dirigente prevê grandes embates com o governo estadual. Entre eles, a preocupação o emprego, o problema do saneamento básico e a luta contra o projeto privatista de Tarcísio de Freitas.

Segundo Raimundo, uma das prioridades será intensificar a campanha contra a privatização de empresas públicas, como a Sabesp. “Lutaremos pra impedir que serviços essenciais à população sejam sucateados. É fundamental garantir o emprego de milhares de servidores dessas estatais e que o patrimônio do povo paulista continue sob o controle do poder público”, afirma o novo presidente da CUT-SP.

Trajetória – Sua atuação sindical começou em 1995, quando passou a integrar a Comissão de Fábrica. Em 1997, foi eleito para a diretoria do Sindicato dos Químicos do ABC. Entre 2010 e 2014, Raimundo Suzart foi eleito coordenador-geral da Federação dos Trabalhadores do Ramo Químico da CUT. Em junho de 2014, assumiu a presidência do Sindicato dos Químicos do ABC.  Ocupou o cargo até abril deste ano.

Durante o 16º Concut, foram eleitos os delegados ao 14º Congresso Nacional da CUT, que será realizado de 19 a 22 de outubro. O evento também celebra os 40 anos da Central.

MAIS – Acesse os sites da CUT estadual e da nacional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui