23.4 C
São Paulo
sábado, 15/06/2024

Dirigente dos condutores teme contaminação em massa

Data:

Compartilhe:

O relaxamento da quarentena vai empurrar as pessoas para a contaminação pela Covid-19. Isso ocorrerá em São Paulo e também em Guarulhos. O alerta é de Maurício Brinquinho, presidente licenciado do Sincoverg (Sindicato dos Condutores de Guarulhos) e também vereador pelo Partido dos Trabalhadores na cidade.

Ele falou quarta (10) na live da Agência Sindical, quando mostrou preocupação com a saúde dos empregados no transporte municipal, demais trabalhadores e a população em geral. Maurício Brinquinho cobra os governos: “Agora, é hora do Estado apoiar, proteger e financiar não só os trabalhadores, mas também manter empregos por meio de crédito pra micro e pequenas empresas”.

Categoria – Quanto a manter os postos de trabalho, o sindicalista informa que, ainda no começo da pandemia, o Sincoverg negociou com o empresariado. “Pra garantir a vida e proteger o emprego, superamos as restrições da MP 936, de Bolsonaro, que tirava os Sindicatos das negociações”. Ele conta: “A diferença salarial será coberta pelas empresas. Os afastados, do grupo de risco, não precisam pagar o plano de saúde, com a garantia de que serão atendidos”. Outro ganho é o pagamento de um abono, de R$ 300,00, para março próximo.

Retorno – O dirigente está preocupado com o retorno dia 15, por força de decreto municipal. Hoje, 38% da frota de coletivos está nas ruas, com grande número de trabalhadores em recesso. Esse retorno traz riscos.

Ele diz: “Não tem vacina, nem remédio. A única forma de evitar contaminação é o isolamento social”. O Estado, argumenta, precisa bancar os trabalhadores, especialmente os mais pobres. E informar, massivamente. “O Brasil tem uma grande reserva internacional em dólares. Tem que utilizar parte disso agora, na pandemia”, diz.

Fiscalização – O sindicalista e vereador alerta que o transporte pode ser um meio de contaminação em massa. “É preciso evitar isso, com horários alternados de entrada e saída do emprego, higienização de veículos e terminais e muita informação aos usuários. O motorista e o cobrador não têm o poder de agir como fiscais, nem é certo”, adverte.

LIVE – Clique aqui e assista à live na íntegra.

Conteúdo Relacionado

Cesta básica sobe, mostra o Dieese

Pesquisa mensal do Dieese apura que em maio o valor do conjunto de alimentos básicos aumentou em 11 das 17 Capitais. A Pesquisa Nacional...

Sindicato de Niterói firma aditivo com avanços

Mais uma vitória para uma grande parcela de frentistas no Estado do Rio de Janeiro. Desta vez, de Araruama, Cachoeira de Macacu, Guapimirim, Iguaba...

Miguel da Força defende democracia e inclusão

Na quarta (12), Miguel Torres falou em nome do sindicalismo nacional e da classe trabalhadora na Conferência da Organização Internacional do Trabalho, em Genebra,...

CUT debate os impactos dos parques eólicos para a classe trabalhadora

A CUT debateu nesta terça-feira (11) e quarta-feira (12) em Natal, no Rio Grande do Norte, os impactos dos parques eólicos nas comunidades locais,...

Químicos de Rio Claro fazem Curso de Fortalecimento da CIPA

O Sindicato dos Químicos de Rio Claro e Região, em parceria com o DIESAT e com o apoio da FEQUIMFAR, realiza entre os dias 10...