Motoentregadores se reúnem com Ministério do Trabalho nesta terça

0
252

Motoboys que fazem entregas por aplicativos (APPs) devem se reunir com o secretário de Economia Solidária, Gilberto Carvalho, no Ministério do Trabalho, em São Paulo. Segundo a colunista da Folha de S.Paulo, Mônica Bergamo, o encontro está previsto para ocorrer na terça (17).

Além das reivindicações da categoria, deve ser discutida a proposta do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para a criação de uma comissão dedicada à questão da regulamentação do trabalho por aplicativo.

O gesto foi bem recebido pelos motoboys, que articulam mobilização nacional para o próximo dia 25, em pelos menos 12 estados. Além de de melhores condições de trabalho eles reivindicam aumento da taxa mínima por entrega de R$ 6 para R$ 8; fim das entregas duplas ou triplas; seguro em caso de acidente e morte; e o fim das empresas intermediárias entre a plataforma e os entregadores (Operadoras Logísticas – OLs).

“O que o iFood faz, literalmente, é tirar a responsabilidade sobre o vínculo empregatício colocando essas OLs como laranjas”, critica Luiz Corrêa, presidente do Sindicato dos Prestadores de Serviços Por Meio de Apps do Rio de Janeiro (Sindimob).

O dirigente informa ainda que existe um monopólio do modal de entrega. “O IFood tem 80% do mercado”, afirma ao explicar que as reivindicações se voltam primordialmente para a gigante brasileira do delivery.

MAIS – Acesse o site do Sindmobi.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui