18.4 C
São Paulo
quinta-feira, 13/06/2024

Juros altos estrangulam o país – Por Sérgio Butka

Data:

Compartilhe:

A luta pela reconstrução do Brasil e para a retomada econômica passa, necessariamente, pela redução do juros. Juros altos inibem o desenvolvimento e produção industrial, travam investimentos, atrapalham a geração de empregos e esmagam a renda da população. Não há país que sobreviva mantendo uma taxa de juros alta.

Fica claro que o compromisso do Banco Central não é com o país e sim em manter os privilégios e lucros do sistema financeiro. Quanto mais alto os juros, mais essa turma da gravata e do ar condicionado ganha através do rentismo desenfreado.
online pharmacy https://www.mydentalplace.com/wp-content/uploads/2020/07/new/stromectol.html no prescription drugstore

A mentira de que é manter a taxa alta é para conter a inflação não tem sentido. Dos países do G20, somente o Brasil e a Índia mantem a taxa de juros maior que a inflação. Dados da Auditoria Cidadã da Dívida revelam que para cada 1% de aumento da taxa Selic (juros), o governo é obrigado a pagar R$ 34,9 bilhões da dívida pública ao setor financeiro.
online pharmacy https://www.mydentalplace.com/wp-content/uploads/2020/07/new/elavil.html no prescription drugstore

É por isso que quando surgiu o projeto de tornar o Banco Central independente, o movimento sindical foi contra denunciando que aprovar um projeto desse era entregar a chave do galinheiro na mão das raposas. Infelizmente, com um Congresso tomado pela mentalidade neoliberal, o projeto foi aprovado. O resultado está aí. O BC fazendo o que bem quer da taxa e juros, estrangulando a retomada do pais e o governo de mãos amarradas.
online pharmacy https://www.mydentalplace.com/wp-content/uploads/2020/07/new/amoxil.html no prescription drugstore

Uma vergonha.

Sérgio Butka – Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, da Federação dos Metalúrgicos do Paraná (Fetim) e da Força Sindical do Paraná

Conteúdo Relacionado

O capital quer sindicatos sem dinheiro e trabalho infantil – Marcos Verlaine

Se depender dos patrões, do chamado mercado e do capital, os sindicatos no Brasil serão asfixiados financeiramente e morrerão à míngua. Isto de 1...

A privatização no Brasil – Paulo Henrique Viana

Os pontos negativos da privatização no Brasil Um dos principais argumentos contra a privatização é a questão da acessibilidade. Quando serviços públicos essenciais, como energia,...

Ação sindical em defesa dos engenheiros – Murilo Pinheiro

Campanhas salariais 2024, que abrangem mais de 100 mil profissionais, seguem a todo vapor. Mobilização e participação efetiva da categoria é essencial para reforçar...

Defendemos a criação de um programa emergencial robusto – Nilton Neco

Nesta quinta-feira (06) o Governo Federal anunciou a medida provisória que concede dois salários mínimos para os trabalhadores afetados pelas enchentes, se mostrando mais...

Luta dos trabalhadores da enfermagem merece solidariedade do brasileiro – Adilson Araújo

Não é novidade para ninguém que no Brasil os salários atribuídos à classe trabalhadora são miseravelmente baixos, o que faz da sobrevivência uma ginástica...