17.2 C
São Paulo
sexta-feira, 14/06/2024

Metalúrgicos-CUT alegam dificuldades

Data:

Compartilhe:

Os cerca de 200 mil metalúrgicos ligados à CUT no Estado de SP negociam a pauta da campanha salarial 2023. As reuniões, entre FEM-CUT (Federação dos Metalúrgicos) e os representantes patronais começaram dia 1º de agosto, com entrega da pauta de reivindicações. A data-base da categoria é 1º de setembro.

O tema é “A luta continua pela reconstrução dos direitos, dos salários e da democracia”. Entre as reivindicações estão reposição da inflação, aumento real, redução da jornada sem redução de salário e igualdade salarial entre homens e mulheres.

Segundo o presidente da FEM-CUT, Erick Silva, até o momento, os metalúrgicos acumulam 3,94% de perdas com a inflação, considerando-se o período setembro de 2022 a junho de 2023.

“Em 2022, havia um cenário de muita instabilidade política e econômica. Ainda assim, tivemos firmeza na negociação e garantimos resultado positivo”, destaca Erick Silva.
O presidente calcula que, este ano, não será diferente. Ele diz: “A negociação nunca é fácil. É preciso que toda a categoria esteja pronta pra apoiar a Federação e Sindicato rumo a uma Campanha Salarial vitoriosa”.

Erick informa que a primeira rodada de negociações começou dura. “Mas vamos persistir e aprofundar a discussão para buscar reposição da inflação e aumento real”, diz. Na avaliação do presidente da Federação, as discussões serão intensas. Ele afirma: “O objetivo é um acordo digno, que atenda as necessidades da categoria”.

A FEM-CUT representa 13 Sindicatos. Na campanha de 2022, a negociação garantiu 9% de reajuste salarial, acima da inflação.

MAIS Acesse o site da FEM-CUT

Leia também

Metalúrgicos da Força iniciam campanha salarial

Conteúdo Relacionado

Trabalhadores da Eletrobras deflagram greve por tempo indeterminado

80% do quadro adere à paralisação e dá remédio amargo aos patrões que não quiseram negociarOs trabalhadores do grupo Eletrobras estão de braços cruzados...

Bancários querem aumento real de 5%

Avança a campanha salarial do ramo financeiro ligado à Contraf-CUT. Um ponto alto foi a 26ª Conferência Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro, encerrada...

“É o meu maior prêmio”, diz Ricardo Kotscho

Sexta, 7, no Dia da Liberdade de Imprensa, o jornalista Ricardo Kotscho recebeu o troféu Audálio Dantas, na Câmara Municipal de São Paulo. A...

Sinpro realiza encontro das Católicas

Aconteceu entre 7 e 8 de junho o Encontro Nacional de Professores e Estudantes das Universidades Católicas. Evento foi organizado pelo Sinpro Campinas, em...

Adriana Marcolino assume a direção-técnica

Fundado em 1955, o Dieese vive uma situação inédita, com duas mulheres no comando principal da entidade. Na presidência, a sindicalista Maria Aparecida Faria,...