19.2 C
São Paulo
quarta-feira, 29/05/2024

Metrô de SP pode parar nesta terça (15) contra privatizações

Data:

Compartilhe:

Os metroviários de São Paulo podem entrar em greve nesta terça (15). A decisão será ratificada em assembleia na noite desta segunda (14), na sede da entidade.

A categoria luta contra intenção do governador Tarcísio de Freitas de privatizar a Linha 15 do Monotrilho, bem como de todas as linhas do Metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

Camila Lisboa, presidente do Sindicato, alerta para o aumento dos casos de falha técnica no sistema e de acidentes no Monotrilho. “Os passageiros são prejudicados constantemente, com atrasos, falhas e graves acidentes.”

Na avaliação de Camila, o sistema é um serviço muito importante e não pode ficar nas mãos de empresas que só visam o lucro. “Se se isso se concretizar, a segurança dos passageiros e funcionários estará em risco”, ela afirma.

AO VIVO – A assembleia será transmitida pelas redes sociais Facebook e YouTube. Os metroviários poderão também votar pelo site da entidade. Clique aqui.

MAIS – Acesse o site dos Metroviários de SP. 

Conteúdo Relacionado

Brinks Limão elege nova Cipa

Dia 22, ocorreu nova eleição da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) na Brinks Limão, em São Paulo.Acompanharam as votações, das 5 da...

Clube e Colônia dos Metalúrgicos ficarão abertos no feriado

O feriado prolongado, de quinta a domingo, estimula o lazer das famílias e a prática de esportes. Portanto pra quem vai emendar o feriado...

Sindicalista Magri faz mudança audaciosa

Entre meados dos anos 70 e durante a década de 80, ele foi um dos principais dirigentes brasileiros. Do alto do seu porte, forjado...

Frentistas do Paraná fecham Convenção

Em negociação conjunta, os Sindicatos de Trabalhadores de Posto de Combustíveis e Lojas de Conveniência de Cascavel, Ponta Grossa, Londrina, Curitiba e Maringá fecharam,...

Conheça a nova Pauta Sindical

Dia 22, a plenária das Centrais Sindicais atualizou a Pauta Unificada da Classe Trabalhadora aprovada em abril de 2022, com 63 itens. O documento...