O Fórum Nacional das Mulheres Trabalhadoras das Centrais Sindicais (FNMT) realiza nesta quinta-feira,  10 de março, encontro com o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, de forma presencial e virtual. O objetivo é apresentar as propostas das mulheres trabalhadoras.

Composto por 26 itens, o documento destaca que os avanços conquistados nas últimas décadas sofreram grandes retrocessos, após o Golpe de 2016, com efeitos danosos à sociedade em geral, mas em particular, as mulheres da classe trabalhadora.

Kátia Rodrigues, diretora-adjunta de Assuntos da Mulher da NCST (Nova Central Sindical de Trabalhadores), lembra que as mulheres amargam duras perdas durante o governo Bolsonaro. “A taxa de desemprego bateu recorde no ano passado, chegando a 16,8%, sendo que, para as mulheres negras, essa taxa foi de 19,8%. O número de desempregadas no nosso país já chega a 8,6 milhões”, informa.

Para Kátia, a mudança passa pela eleição de um candidato que defenda um projeto de desenvolvimento com vistas para o social. Ela completa: “Também pela eleição de mais mulheres no Congresso Nacional, nas Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais”.

Ex-presidente – Em retorno de recente visita ao México, Lula lembrou a baixa representatividade das mulheres brasileiras na política. “Quando têm oportunidade e condições, as mulheres mostram força. Se no México foi possível, no Brasil também será”, garantiu.

O encontro será realizado pela plataforma digital Zoom e transmitido pelas redes sociais das entidades participantes.

MAIS – Clique aqui para se inscrever no encontro. Leia o documento na íntegra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui