A Petrobras divulgou dia 27 o relatório de produção e venda de petróleo e derivados no primeiro trimestre de 2022. Segundo o documento, a produção aumentou, mesmo em meio às altas na gasolina, diesel e gás de cozinha.

“Se a produção de petróleo e derivados aumentou utilizando basicamente petróleo produzido no Brasil, por que os brasileiros continuam pagando preços dolarizados?”, questiona Deyvid Bacelar, coordenador-geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP).

No relatório da Petrobras, a empresa comemora os recordes na produção de óleo e gás em campos do pré-sal, além de anunciar o início da produção de dois novos poços no campo de Roncador, Bacia de Campos, e aumento do Fator de Utilização (FUT) nas refinarias.

Do outro lado, a população sofre, pagando preços mais altos nos combustíveis desde que foi implantado, em 2016, durante o governo de Michel Temer, o Preço de Paridade de Importação (PPI).

Para Deyvid Bacelar, enquanto o PPI for mantido, os brasileiros seguirão pagando a conta dos acionistas da Petrobras. “Socializamos os investimentos e privatizamos os lucros. Quem paga os dividendos para os grandes fundos de investimentos nacionais e internacionais é o povo”, denuncia o coordenador-geral da FUP.

“Por trás do super lucro está o PPI, com reajustes dos combustíveis com base nas cotações internacionais de petróleo, variação cambial e custos de importação de derivados, mesmo o Brasil sendo autossuficiente em petróleo”, explica o dirigente.

MAIS – Acesse o site da FUP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui