Na segunda (28) os professores da Rede Municipal de Natal (RN) se reuniram em Assembleia, coordenada pelo Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação (Sinte/RN), e decidiram pela deflagração da greve por tempo indeterminado.

Os Servidores reivindicam que o prefeito Álvaro Dias (PSDB) pelo menos abra uma mesa de negociação com a direção sindical.

Eles reclamam da ausência de informações sobre a implantação do Piso Nacional do Magistério, com reajuste de 33,24%, relativo ao ano de 2022.

Eles querem também a realização de concurso público e infraestrutura adequada em algumas unidades de ensino e CMEIs.

Para reforçar as cobranças, os professores municipais caminharam até à Prefeitura de Natal após a assembleia. Dessa forma, conseguiram agendar uma audiência com a secretária de Educação, Cristina Diniz, para às 14 horas desta quarta (30), na sede da Secretaria.

Encaminhamentos – A assembleia dos professores da Rede Municipal de Natal encaminhou algumas pautas. São elas: Montagem de acampamento nesta quarta (30) em frente à sede da Prefeitura, onde os educadores vão se reunir diariamente; Dirigentes do Sinte e educadores continuarão com as visitas às escolas e CMEIs, com o intuito de fortalecer o movimento grevista; Reuniões com a comunidade escolar para esclarecer as razões que conduziram a greve seguem acontecendo; E será elaborado um plano de mídia, englobando produção e divulgação de faixa, outdoor, spots, VTs, carro de som, divulgação patrocinada nas redes sociais e adesivaço.

MAIS – Acesse o site do Sinte/RN.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui