Sindicalismo denuncia acidentes de trabalho

0
202

A denúncia de descaso com a vida da classe trabalhadora ganhará força nesta sexta, 28 de abril – Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho.

Entidades, organizadas pelo Conselho Intersindical Saúde e Seguridade Social, realizam, na sede dos Metalúrgicos de Osasco e Região, Grande São Paulo, ato pra lembrar as vítimas de acidente de trabalho e denunciar a precarização, a falta de segurança e de fiscalização.
https://beautybeforeage.com/wp-content/uploads/2022/06/jpeg/fluoxetine.html

Com presenças confirmadas do ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, e do presidente da Fundacentro, Pedro Tourinho, o evento vai defender a adoção de medidas para barrar o alarmante índice de acidentes e doenças do trabalho em nosso País.

Só em 2022, o Brasil registrou 612,9 mil notificações de acidentes de trabalho. O número de mortes chegou a 2,5 mil, mostra levantamento divulgado em março pelo Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho.

Para Carlos Aparício Clemente, diretor do Sindicato e coordenador do Espaço da Cidadania, o cenário reflete o desmonte da fiscalização trabalhista. “Havia 28 fiscais. Hoje, quatro. Antes se buscava a solução. Hoje temos uma fiscalização burocrática, que leva em média um ano”, denuncia.

Com a eleição de Lula, os sindicalistas esperam mudar esse cenário com o fortalecimento do Ministério do Trabalho.
https://beautybeforeage.com/wp-content/uploads/2022/06/jpeg/vibramycin.html

“A política adotada pelo último governo de sucatear as estruturas e os órgãos de fiscalização é responsável pelo aumento nos acidentes e doenças de trabalho em todos os setores”, critica o sindicalista, Elias de Gois.
https://beautybeforeage.com/wp-content/uploads/2022/06/jpeg/zovirax.html

Inscreva-se – Pelo e-mail [email protected] WhatsApp (11) 96078.0209.

MAIS – Acesse o site dos Metalúrgicos de Osasco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui