Sindicalismo debate descarbonização com ministro Alckmin

0
104

Trabalhadores do setor químico e da indústria da alimentação se reuniram quinta (13) com o vice-presidente e Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comercio, Geraldo Alckmin.

No encontro, que aconteceu em Brasília, eles apresentaram um diagnóstico dos setores e as principais demandas das duas categorias. Clique aqui e leia.

Participaram lideranças da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Estado de SP (Fequimfar ) e da  Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de SP (Fetiasp) .

Segundo Sérgio Luiz Leite (Serginho), presidente da Fequimfar e vice-presidente da Força Sindical, os sindicalistas ressaltaram a importância dos debates em torno da descarbonização e defenderam a priorização dos veículos híbridos como uma solução viável para a manutenção dos empregos.

“Apresentamos o setor e seu potencial para geração de emprego. Mas colocamos claramente a preocupação com a questão da adoção apenas do carro elétrico. Seria um desastre se não pensar no motor hibrido”, afirma Serginho.

Na sexta, 14, os sindicalistas participaram de visita à fábrica da Mercedes-Benz em São Bernardo do Campo (SP). O evento marcou o anúncio das primeiras vendas de veículos comerciais (ônibus e caminhões) da montadora no âmbito do programa de renovação de frota do Governo Federal.

Os visitantes foram transportados internamente na fábrica pelo ônibus elétrico eO500U, que já está sendo produzido nesta unidade da Empresa e que foi tema de uma apresentação aos participantes.

Para Serginho, o incentivo de ações de descarbonização é muito importante para enfrentar os desafios ambienta. Ele diz: “Além dos veículos com motores elétricos, é fundamental destacar o etanol como importante opção de biocombustível, fonte de energia renovável e que apresenta vantagens significativas em termos de redução de emissões de gases de efeito estufa”.

MAIS – Acesse o site da Fequimfar e da Fetiasp

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui