18.7 C
São Paulo
sexta-feira, 24/05/2024

Sindicalistas saúdam a recriação do Ministério do Trabalho

Data:

Compartilhe:

As Centrais Sindicais abaixo assinadas saúdam a recriação do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) pelo Presidente eleito Luís Inácio Lula da Silva, proposta que consta da Pauta da Classe Trabalhadora 2022.
Consideramos essencial o fortalecimento do MTE para articular e materializar, com os demais ministérios e organizações da sociedade, a concepção que confere centralidade ao trabalho e ao emprego às estratégias de desenvolvimento econômico e social do país.
Um desenvolvimento orientado para a produção socioambiental sustentável, que gera emprego de qualidade e crescimento dos salários, que enfrenta e supera a miséria, apobreza e as desigualdades, requer um MTE forte e atuante.
Valorizar a negociação coletiva como principal instrumento de regulação das relações e condições de trabalho, realizada por entidades sindicais fortes e representativas, com autonomia de organização e de sustentação financeira, é a afirmação de princípios propugnados pela OIT. Para isso é urgente corrigir os marcos normativos que legalizam a precarização do trabalho, desqualificam e desincentivam a negociação coletiva, enfraquecem os sindicatos e submetem os trabalhadores à coerção dos empregadores.
Construir um sistema de proteção social, trabalhista e previdenciário para toda a classe trabalhadora é um desafio a ser enfrentado com determinação. Tarefas todas essenciais na atuação do futuro MTE, que deverá ser atuante para enfrentar e superar a grave crise
que o país atravessa e o desmonte do Estado brasileiro e de suas políticas públicas.
Diante dessa agenda que propomos e dos desafios enunciados, as Centrais Sindicais indicam Luiz Marinho para o cargo de Ministro do Trabalho e Emprego. Luiz Marinho tem plena sintonia com o movimento sindical brasileiro e diálogo amplo com o setor empresarial, grande habilidade para tratar de conflitos e alta capacidade para conduzir negociações complexas. Marinho construiu trajetória de vida pública exemplar e de gestão altamente qualificada como Prefeito de São Bernardo do Campo e Ministro do Trabalho e, posteriormente, da Previdência Social. Trata-se da pessoa certa para dar ao MTE o protagonismo que dele se espera.
São Paulo, 16 de dezembro de 2022
Sérgio Nobre
Presidente da Central Única dos Trabalhadores
Miguel Torres
Presidente da Força Sindical
Ricardo Patah
Presidente da União Geral dos Trabalhadores
Antônio Fernandes dos Santos Neto
Presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros
Moacyr Roberto Tesch Auersvald
Presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores
Nilza Pereira de Almeida
Secretário Geral Intersindical Central da Classe Trabalhadora
José Gozze
Presidente – Pública Central do Servidor

Conteúdo Relacionado

Lula estará no 1º de Maio em SP

Mais uma vez Lula participará das comemorações do 1º de Maio -  Dia do Trabalhador. O ato unitário é organizado pelas Centrais Sindicais, com...

CNTA e parceiras realizarão Seminário de Negociações coletivas

No próximo dia 18, as maiores entidades sindicais que representam trabalhadores da alimentação vão discutir, em São Paulo, as negociações coletivas da categoria. O...

FUP reconta a história da Petrobrás desde a fundação

A Petrobrás completa 70 anos, com uma trajetória permeada por ataques, resistência e superação. Desde que foi criada, em 3 de outubro de 1953,...

Anatel oferece prestação de serviços e informação via telefone

Pouca gente sabe, mas o Governo Federal, por meio da Agência Nacional Telecomunicações (Anatel), presta dezenas de serviços de interesse do cidadão por meio...

Comerciários paulistas reafirmam sindicalismo forte e cidadão

A Federação dos Comerciários do Estado de São Paulo acaba de realizar seu mais importante evento, o Congresso anual. A edição deste ano foi...