20.6 C
São Paulo
sábado, 20/04/2024

Sobre a última pesquisa Pnad Contínua do IBGE

Data:

Compartilhe:

Dados da Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), divulgada hoje, 28/1, pelo IBGE, revelam o que para muitos de nós não é novidade. Queda no índice de desemprego no Brasil, porém com redução da renda, já que a maioria dos postos de trabalho disponíveis no período é informal e passageira, uma vez que a diminuição do índice se deve ao período de fim de ano quando, em função das festas natalinas, eleva-se o número de contratações ainda que muitas dessas se deem por prazo determinado e/ou outras modalidades de trabalho precárias hoje legalizadas via Lei 13.467/17 (a famigerada reforma trabalhista). A queda na renda originada do trabalho é por demais visível em todos os setores que compõem a pesquisa.

Além disso, quem acompanha de perto a ação sindical, particularmente no setor industrial, sabe que demissões continuam a ocorrer e no momento da homologação é comum as empresas proporem parcelar o valor da indenização a que os trabalhadores têm direito. Sendo assim, não há vantagem alguma nessa relação para a classe que vive do trabalho.
online pharmacy https://aclsedu.com/wp-content/uploads/2023/04/jpg/clomiphene.html no prescription drugstore

A pesquisa também mostra 29,1 milhões de pessoas desempregadas em condição de subutilização (trabalham menos que poderiam e/ou gostariam. O que acaba por interferir no montante da renda sempre abaixo das suas necessidades).
online pharmacy https://aclsedu.com/wp-content/uploads/2023/04/jpg/temovate.html no prescription drugstore

Inserida nesse rol encontra-se ainda parcela que, mesmo desempregada, porém em função das dificuldades, já não saem para procurar emprego (são os/as chamados/as desalentados/as que estão há dois ou mais anos desempregados/as e que desistiram de procurar uma ocupação).
online pharmacy https://aclsedu.com/wp-content/uploads/2023/04/jpg/clomid.html no prescription drugstore

Nesse sentido, o aumento do nível de empregos no Brasil durante o governo Bolsonaro, particularmente no ultimo trimestre de 2021, não possui base para seu crescimento efetivo, vez que, pelo modelo econômico em curso e destruidor de direitos, ganham o rentismo e a agricultura de exportação que empregam pouco, não pagam impostos e somente uma minoria tira proveito!

Clique aqui e leia mais artigos.

Conteúdo Relacionado

Trabalhadores marcharão à Brasília por democracia e justiça – Ismael Cesar

Deliberado no Congresso Nacional da Central Única dos Trabalhadores, ocorrido em outubro de 2023, a Marcha da Classe Trabalhadora à Brasília, está marcada para...

A importância e os desafios das frentes parlamentares – Antônio Augusto de Queiroz

As frentes parlamentares e bancadas informais desempenham papel relevante no cenário político, representando forma interessante de articulação, representação e influência para interesses diversos. Compostas...

Fiscalização da Previdência brasileira garante proteção – Wanderson Ferreira

A Previdência Social parte do princípio de que todos os trabalhadores precisam estar seguros em caso de perda de a capacidade de trabalhar, o...

Decisão lamentável – João Guilherme

Recentemente o juiz Eduardo Pires, da 30ª Vara do Trabalho de São Paulo, decidiu que o trabalhador não sindicalizado não tem direito aos benefícios...

Privatizar a educação pública beneficia apenas os tubarões da educação – Francisca Rocha

Desde que assumiu o governo de São Paulo, Tarcísio de Freitas trabalha diariamente com a tese de destruição do Estado e privatização de todo...