O governo paulista anunciou que a partir de 5 de abril começa a vacinar os 180 mil profissionais de Segurança Pública. O Sindicato da categoria comemora a conquista.

De acordo com Raquel Gallinati, presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia de SP (Sindpesp), o governador João Doria entendeu a importância da imunização desses profissionais que, desde o início da pandemia da Covid-19, seguem na linha de frente.

“A decisão é fruto da manifestação nacional #PoliciaisSãoEssenciais, convocada pelo Sindpesp e outras entidades”, avalia a dra. Raquel.

Policiais compõem o grupo com maior exposição ao risco, atrás dos profissionais da Saúde, que atendem diretamente os infectados pela Covid-19. “Trabalhamos na linha de frente, fiscalizando festas clandestinas e eventos com aglomeração. Seguimos investigando crimes e atendendo nas delegacias”, ressalta.

Luta – Desde o ano passado, o Sindpesp encaminha ofícios e participa de reuniões com a cúpula da Segurança Pública, sempre solicitando a vacinação de policiais. A Associação dos Delegados do Brasil também atuou junto ao Ministério da Saúde pela imunização dos profissionais de todo o Brasil.

Casos – A delegada Raquel celebra a conquista e espera celeridade na vacinação, a fim de conter a doença entre a categoria. “Quase dois mil policiais civis foram afastados e 32 colegas faleceram”, lamenta.

MAIS – Acesse o site do Sindpesp.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui