Americanas garante que não demitirá em massa

0
163
Americanas.

Segue a mobilização pra garantir os empregos e os direitos dos 45 mil funcionários das Lojas Americanas.

Dia 8, líderes comerciários e representantes da empresa fizeram reunião virtual com o procurador-geral Gérson Marques, do Ministério Público do Trabalho, o Ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, e o secretário-executivo da Pasta, Francisco Macena da Silva.

A empresa voltou a garantir seus compromissos trabalhistas e informou que não iniciou qualquer processo de demissão em massa. Contudo, haverá reestruturações internas.

Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro, avalia positivamente a reunião e a disposição da Americanas de dialogar com os sindicalistas. Contudo, alerta, nenhum plano de reestruturação foi apresentado até agora.

“Os advogados das Americanas sequer apresentaram documento alusivo a essa reestruturação. Não temos nada de concreto. Por ora, só a palavra deles”, ressalta.

A varejista entrou em recuperação judicial em janeiro, por causa de dívida superior a R$ 40 bilhões. As Americanas é uma das maiores empregadoras do País. São 45 mil funcionários diretos e centenas de milhares indiretos.

Comerciários do Rio, SP e Porto Alegre realizaram dia 3 na Cinelândia, Rio de Janeiro, ato em frente à loja da Rua do Passeio. Além de garantir direitos dos trabalhadores, os sindicalistas lutam pra manter os postos de trabalho.

Agenda – Na sexta (10), as partes voltam a se reunir com o Ministério Público do Trabalho pra discutir o processo de homologação, que deverá ser feito apenas nos Sindicatos.

“Eles garantiram que não haverá demissão em massa. Mas, caso ocorra alguma dispensa pontual, a homologação será realizada no Sindicato. O objetivo é garantir todos os direitos dos trabalhadores”, afirma Márcio Ayer.

MAIS – Acesse os sites dos Comerciários de SP, RJ e de Porto Alegre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui