Terminou a primeira fase da Campanha Nacional dos Bancários, com as últimas conferências regionais. Trabalhadores de SP, MS, PR, RJ, ES, SC e do Centro Norte se reuniram no último final de semana, quando debateram questões que afetam o trabalho.

As resoluções serão somadas ao resultado da Consulta Nacional, que pode ser respondida, online, até sexta (3). Na sequência, haverá encontros específicos por bancos, para reivindicações em cada instituição.

“Nossa campanha é feita em conjunto. A Consulta Nacional possibilita a todo bancário participar das definições da Pauta.

Além das conferências regionais, que consultam a base em todo o País”, explica Juvandia Moreira, presidenta da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e coordenadora do Comando Nacional da categoria.

A Conferência Nacional acontece entre 10 e 12 de junho, quando se definem as prioridades da Campanha. Juvandia conta: “Os debates foram ótimos. Fecharemos a Pauta na Conferência e, em 15 de junho, entregaremos à Federação dos Bancos”. A data-base é 1º de setembro.

Além da reposição da inflação em todos os anos, a categoria conseguiu 21,94% de aumento real desde 2004. “Este ano, com a inflação nas alturas, vai ser mais difícil reajuste acima do INPC. Mas vamos lutar por ganho real”, ela afirma.

A grande batalha é contra a retirada de direitos e pra manter os bancos públicos. “Tudo isso passa por quem governa o País. As eleições são de extrema importância este ano. O atual governo tem feito de tudo pra cortar direitos”, alerta a dirigente.

MAIS – Acesse o site da Contraf-CUT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui