Bancos reduziram mais de 5 mil postos de trabalho em 2023

0
68

Em outubro, o setor bancário registrou saldo positivo de 257 postos de trabalho. Mesmo diante desta reversão de movimento, entre janeiro e outubro, 5,3 mil postos foram fechados, segundo análise do Dieese.

A redução piora ao se analisar o acumulado de 12 meses. De novembro de 2022 a outubro de 2023, foram 5.712. Considerando a subdivisão dos principais bancos privados e do Banco do Brasil os números são negativos. Foram 848 vagas a menos.

Os fechamentos de postos de trabalho ocorrem há alguns anos. Segundo Juvandia Moreira Leite, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf/Cut), muitas demissões estão relacionadas ao aumento do índice de eficiência e rentabilidade dos Bancos – quanto gastam com despesas administrativas e de pessoa por real resultante de receitas de serviços e intermediação financeira.

A presidente afirma: “Ainda que o avanço da tecnologia tenha parte da responsabilidade, os bancos estão pensando em ganhar e cortar custos. E isso está sendo feito em cima das folhas de pagamento. É um absurdo que esteja ocorrendo desta forma. Dependendo do banco a média é 15 a 10 milhões de renda do executivo, então não tem lógica a economia funcionar desta forma”. Juvandia frisa ainda a sobrecarga dos trabalhadores. “Com as demissões, os trabalhadores que permanecem são sobrecarregados. A cartilha de clientes aumenta, assim como as demandas e cresce o índice de adoecimento da categoria”, conclui.

Sindicato – As entidades ligadas ao setor bancário têm feito ações nas agências com cortes de funcionários, paralisações e cobranças. A pauta está presente permanentemente nas Mesas Nacionais de Negociações.

Os Sindicatos cobram um programa de estímulo de contratação e formação. Principalmente de mulheres nas áreas de Tecnologia da Informação. Hoje é o setor de maior contratação, mas com pouca aderência feminina. Por isso, o número de demissões de mulheres tem superado as contratações.

Em outubro, homens foram privilegiados nas contratações. Houve aumento de 396 vagas. Já para as mulheres, a redução foi de 140. A cobrança para o programa de estímulo faz parte da pauta de negociação.

Nacional – São Paulo concentrou 82% dos fechamentos de postos de trabalho em outubro. Redução foi de 196 vagas. Amapá, Paraná, Rio de Janeiro e Santa Catarina também registraram índices altos.

Positivo – Rio Grande do Sul se destacou no saldo positivo. Estado teve 192 postos abertos.

Clique aqui e leia a análise na íntegra

MAIS – Site da Cut, Confrat e Dieese

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui