As Centrais Sindicais CTB, CUT, Força, Intersindical, Nova Central, Pública e UGT foram às ruas nesta terça (19), para divulgar ato unificado e as atrações do Dia do Trabalhador, em São Paulo. Sindicalistas se reuniram na praça Ramos de Azevedo, em frente ao Teatro Municipal, para entregar panfletos a população.

Um caminhão de som estava no local, onde dirigentes sindicais aproveitaram para conversar com quem passava pela região central de São Paulo. “Queremos um Brasil mais democrático e mais humano. Podemos juntos salvar o nosso país, resgatar nossos direitos e as políticas públicas”, declarou Daniel Calazans, secretário-geral da CUT-SP.

Evento – A comemoração do 1º de maio começará às 10 horas, na praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu. Além da presença de representantes de movimentos sociais e políticos, estão confirmados shows gratuitos de Daniela Mercury, Dexter, DJ KL Jay, Francisco El Hombre e Leci Brandão.

Este ano, os eventos voltam a ser presenciais, depois de dois anos de pandemia. Só em São Paulo, a expectativa é de que 100 mil pessoas passem pela celebração durante todo o dia. O ato será transmitido ao vivo para todo o Brasil pelas redes sociais das Centrais Sindicais, e pela TVT, em sinal aberto pela TV, em São Paulo, no canal 44.1, e no ABC pelo canal 512 da Net.

Pauta – O lema do Dia do Trabalhador 2022 é Emprego, Direitos, Democracia e Vida. Mas o ato também reforçará a luta pelo fim da carestia. Estão na Pauta os seguintes itens: Mais emprego e renda; Combate à inflação e ao preço do gás; Política de valorização do salário mínimo; Erradicação da fome; Mais direitos; Valorização do Servidor Público; Menos juros; Fortalecimento da democracia; Mais investimentos em educação, saúde e transporte; Aposentadoria digna.

MAIS – Acesse os sites das Centrais Sindicais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui