Conexão demite em Arujá (SP) e deixa trabalhador sem receber salário

0
557
Diretores do Sindicato estiveram na porta da empresa pra negociar uma solução para o problema

A Conexão, fabricante de implantes odontológicos e componentes protéticos localizada no município de Arujá (SP), demitiu cerca de 40 metalúrgicos. Mas a empresa não pagou os trabalhadores dispensados. Há outros empregados na fábrica que também estariam com problemas pra receber seus salários.

Na manhã da quarta (6), diretores do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos e Região estiveram na porta da fábrica pra apoiar os demitidos. Elenildo Queiroz Santos (Nildo) e Antonio Francisco da Silva (Fala Mansa) tentam negociar com a empresa uma solução para o problema.

“Situação é crítica. Os demitidos em abril ainda não receberam os dias trabalhados. O Sindicato exige o pagamento, até porque muitos já passam necessidade”, explica Fala Mansa. O dirigente informa que, após a pressão sindical, representantes da fábrica se comprometeram a estabelecer uma data pra fazer a homologação das dispensas no Sindicato.

Providências – O certo é a empresa pagar o que deve. Mas a tendencia em alguns casos é o patrão empurrar o problema pra Justiça. A orientação geral do Sindicato, portanto, é homologar na entidade sindical, pois isso garante liberar o Fundo de Garantia e as parcelas do seguro-desemprego.

Cipeiro – O Sindicato tenta ainda garantir os direitos de um cipeiro ilegalmente demitido. A empresa também estaria disposta a voltar atrás na dispensa de uma grávida.

Mais – Acesse o site do Sindicato dos Metalúrgicos de Guarulhos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui