CUT realiza Congresso e aponta rumos da luta

0
110

Irá de quinta a domingo (19 a 22) o 14º Congresso Nacional da CUT. Local é o Expo Center, Zona Norte da Capital, SP. O atual presidente, metalúrgico Sérgio Nobre, deve ser reeleito.

Segundo dados do Ministério do Trabalho e Emprego, a CUT possui 2.488 entidades filiadas. No que diz respeito à sindicalização, a Central agrega 30,02% dos sindicalizados. Sua base abrange perto de 8 milhões de trabalhadores.

Tradicionalmente, o Congresso da Central Única debate e delibera acerca de políticas que vão nortear as próximas lutas dos trabalhadores. O tema deste Concut é “Luta, Direitos e Democracia que Transformam Vidas”.

O evento também celebrará os 40 anos da entidade, completados em agosto. A organização espera reunir cerca de duas mil pessoas – delegados sindicais de todos os Estados e ramos, afora observadores e lideranças nacionais e internacionais.

Para Sérgio Nobre, “o processo do Congresso e o debate interno fortalecerão a Central nos desafios de garantir à classe trabalhadora vez e voz na construção de uma sociedade mais justa, que supere as desigualdades sociais, com geração de empregos e mais direitos”.

“Ao realizar o 14° Concut, no ano em que nossa Central celebra 40 anos de lutas e conquistas, reafirmamos o compromisso de continuar batalhando na defesa intransigente dos interesses da classe trabalhadora”, afirmou o presidente.

Produções – Sexta, às 19 horas, haverá lançamento de publicações da CUT. Tais como o E-book 40 anos, o teaser do documentário sobre as quatro décadas da Central, a revista desta celebração, produzida pela CUT do DF, e o teaser do vídeo comemorativo produzido pela Secretaria da Mulher Trabalhadora da CUT DF.

Será transmitido, ainda, curta-metragem sobre a chamada transição energética justa, debate que está sendo feito por Sindicatos e movimentos populares do mundo todo, e que visa colocar o trabalhador no centro da pauta ambiental.

Mística – Momento cultural que ocorre sempre no início de eventos, encontros, mobilizações, e busca fazer a conexão entre a arte e a realidade. A proposta é inspirada em Paulo Freire, defensor de que a formação deve partir da vivência e, com isso, ganhe “corações e mentes”.

As místicas de todos os dias do Congresso terão como tema básico os 40 anos da CUT. “É um momento de encantamento entre realidade, reflexão e ação. A ideia é fazer a reflexão que aponte para a ação”, observa a secretária Nacional de Formação, Rosane Bertotti.

MAIS – Confira aqui a programação do 14º Concut.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui