Em primeiro ato, novo diretor da PF anuncia troca de diretor do Rio, como Bolsonaro havia mandado

0
275

Rolando Souza, diretor-geral da Polícia Federal nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro nesta segunda-feira (4), já parece estar se movimentando segundo as ordens do ex-capitão. Uma das primeiras ações do novo diretor foi a de substituir o comando da PF no Rio de Janeiro.

Segundo a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, Carlos Henrique Oliveira, comandante da PF no estado foi chamado por Souza para ocupar a diretoria-executiva da entidade, deixando vago o posto no Rio de Janeiro.

Segundo o ex-ministro Sérgio Moro, Bolsonaro fazia pressão por mudanças nos comandos do RJ e Pernambuco. O presidente não queria que a PF se metesse em investigações contra seus filhos.

Souza chegou ao comando da PF após o STF barrar a indicação de Alexandre Ramagem – amigo dos filhos do presidente – para o posto. Ele era braço direito de Ramagem na na Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Fonte: Revista Fórum.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui