Prefeito defende layoff como alternativa a demissões na Embraer

0
337
Encontro aconteceu na tarde de ontem (30), na sede da Prefeitura

Em reunião com o Sindicato dos Metalúrgicos e uma comissão de demitidos da Embraer, o prefeito de São José dos Campos, Felicio Ramuth (PSDB), defendeu que a fabricante de aviões adote o regime de layoff como forma de reverter os cortes realizados no início deste mês. A companhia demitiu 2.500 trabalhadores, sendo 1.600 por PDV (Programa de Demissão Voluntária) e 900 diretamente.

Durante a audiência, que contou com a participação do secretário de Inovação e Desenvolvimento Econômico, Alberto ‘Mano’ Marques, os trabalhadores expuseram o drama de serem demitidos em plena pandemia. Também falou da conduta irregular da empresa ao demitir funcionários com doenças ocupacionais.

A comissão de trabalhadores, eleita em assembleia realizada na porta da fábrica, foi composta por Fernando, Cláudia e José.

“Foi uma situação muito injusta, porque arriscamos nossas vidas tendo de trabalhar lá dentro em plena pandemia para, em seguida, a empresa nos dispensar desta forma”, disse Cláudia ao prefeito e ao secretário.

Para o diretor do Sindicato Herbert Claros, é preciso aumentar a pressão contra a Embraer, para forçá-la a rever a sua decisão e, com isso, cancelar as demissões.

“Vamos continuar apostando na mobilização para dobrar a postura intransigente da direção da fábrica. Não podemos concordar com cortes em massa neste momento que estamos vivendo, ainda mais tratando-se de uma empresa como a Embraer, que recebe bilhões de reais do governo”, disse Herbert.